Fundação de barragem e classificação geomecânica de maciços rochosos

Authors

  • Natália Milhomem Balieiro
  • Silvio Romero de Melo Ferreira
  • Almany Costa Santos

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.16n.11-034

Keywords:

barragem, classificação geomecânica, maciço rochoso e fundação de barragem

Abstract

A construção de barragens existe desde a antiguidade e desempenham um papel significativo no desenvolvimento humano, sendo estruturas fundamentais em regiões semiáridas que enfrentam desafios relacionados as frequentes secas. Os estudos geológicos-geotécnicos são um dos fatores condicionantes na escolha da concepção de um barramento, sendo influenciado diretamente pelas condições de fundação. Nesse contexto, o trabalho tem a objetivo de avaliar as condições geológicas e geotécnicas do maciço rochoso de fundação onde será implantada uma barragem no sertão Pernambucano. São apresentados os processos de caracterização e classificação geomecânica dos maciços rochosos com intuito de discutir a influência da fundação na escolha da alternativa tecnológica mais adequada para o projeto. Os dados utilizados foram oriundos da investigação geológica-geotécnica de campo e dos ensaios de laboratórios realizados. Adicionalmente, este trabalho classifica, individualmente, as litologias identificadas na investigação e o maciço rochoso ao longo da linha de fundação da barragem. O maciço é avaliado nas condições da sua condutividade hidráulica e classificado de acordo com valores de Rock Qualitiy Designation – RQD e o sistema Rock Mass Rating – RMR de Bieniawski. Os resultados indicaram que as rochas que compõem o maciço rochoso da fundação, foram classificadas, predominantemente como rochas brandas (R4) e muito brandas (R5), mostrando-se muito fraturado e alterado. Em relação, ao sistema RMR o maciço foi classificado com qualidade muito pobre, concluindo que, o maciço da rochoso não apresenta características geológico-geotécnicas e geomecânicas adequadas à uma fundação de uma barragem de estrutura rígida sendo a melhor alternativa uma barragem de gravidade.

References

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 15845. Rochas para revestimento – Parte 2 - Determinação da densidade aparente, porosidade e absorção de água. Estes ensaios foram utilizados para caracterizar o estado físico das rochas. 2010.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 7215. Determinação da resistência à compressão simples de corpos de prova cilíndricos. 2019.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 7222 – Concreto e argamassa — Determinação da resistência à tração por compressão diametral de corpos de prova cilíndricos. 2022.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 16853/2020 – Ensaios Oedométricos. 2020.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 15577-3 Agregados - Reatividade álcali-agregado - Parte 3: Análise petrográfica para verificação da potencialidade reativa de agregados em presença de álcalis do concreto. 2018.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT NBR 8802/2019 – Concreto endurecido – Determinação da velocidade de onda ultrassônica. 2019.

ALMEIDA, F. F. M et al. 1977. Províncias crustais brasileiras. In: SIMPÓSIO DE GEOLOGIA DO NORDESTE, 8., 1977, [S.l.]. Atas... [s.l.: s.n.], 1977. p. 363-391.

BIENIAWSKI, Z.T., Engineering Rock Mass Classification - A complete Manual for Geologist, Mining and Petroleum Engineers, New York, Jonn Wiley, 251p., 1989.

BIRHANU, D., TESFA, C. Geological and geotechnical characterization of Ziragn Dam sitting, northwestern Ethiopia. Environmental and Sustainability Indicators. Vl 19. 2023.

CHIOSSI, Nivaldo. Geologia de Engenharia. 3. ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2013. 726 p.

CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA, 33. 1984, [S.l.]. Anais. [S.l.], 1984. p. 2473-2490. BRITO NEVES, B. B. Regionalização tectônica do precambriano nordestino. 1975. 189 f. Tese (Doutorado) – Instituto de Geociências, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1975.

COSTA, W. D. Geologia de Barragens. 1 ed. São Paulo: Oficina de textos, 2012. 352 p.

FELL, Robin et al. Geotechnical Engineering of Dams. London: A. A. Balkema Publishers, 2005.

GAMA, Pedro Samuel dos Santos. Injeção de caldas de cimento em fundações rochosas de barragens: Revisão crítica de metodologias. 2012. 147 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Geológica (Geotecnia), Universidade de Nova de Lisboa, Lisboa, 2012.

JIMENEZ, S. J. A. Cimentationes em terrenos expansivos o cola sables. in: Geotecnia Y Cimentos 111, Vol. 1, ED. Rueda, Madrid.PP533-650, 1980.

Marques Filho, P. L., & Geraldo, A. (1998). Barragens e Reservatórios. In: A. M. dos S. Oliveirac & S. N. A. de Brito (Ed.). Geologia de Engenharia. São Paulo: ABGE.

OLIVEIRA, Antônio Manoel dos Santos; BRITO, Sérgio Nertan Alves de. Geologia de Engenharia. São Paulo: ABGE, 1998.

PASTORE, E. L; CRUZ, P.T.; FREITAS JR., M.S. Fundações de barragens e estruturas em arenito: natureza dos maciços e controle de fluxo e erosões. In: XXX SEMINÁRIO NACIONAL DE GRANDES BARRAGENS, 2015, Foz do Iguaçu. Anais. Rio de Janeiro: CBDB. Não Paginado.

RIOGEO. Repositório Institucional de Geociências. Geologia e recursos minerais da folha Mirandiba SC.24-X-A-I, Estado de Pernambuco. Disponível em: https://rigeo.sgb.gov.br/handle/doc/21294. Acesso em: 20 jun.2023.

SISSAKIAN, V.K., ADAMO, N., AL-ANSARI, N. The role of geological investigations for dam siting: mosul Dam a Case Study. Geotech. Geol. Eng. 38, 2085–2096. 2020

SOBRINHO, J. A.; ALBERTONI, C. A., TAJIMA, R., MORAES, R. B. Investigação dos materiais de fundação da UHE Dona Francisca. In: XXIII SEMINÁRIO NACIONAL DE GRANDES BARRAGENS, 1999, Belo Horizonte. Anais. CBDB, Rio de Janeiro. Vol. 1. p.229-236.

SOUZA, M. D. F. D. Geologia aplicada a fundações de barragens: a barragem Governador Eduardo Henrique Accioly Campos, um estudo de caso. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2017.

Published

2023-11-09

How to Cite

Balieiro, N. M., Ferreira, S. R. de M., & Santos, A. C. (2023). Fundação de barragem e classificação geomecânica de maciços rochosos. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 16(11), 25334–25350. https://doi.org/10.55905/revconv.16n.11-034

Issue

Section

Articles