Men's health in primary care: challenges faced by nurses regarding the determinants of the health-disease process

Authors

  • Wieclesio Suelber Silva dos Santos
  • Ana Karoliny da Silva Barros
  • Suyhanne Jeronimo de Oliveira
  • Izabella Maria Alves da Cruz
  • Carla Beatriz Melo Pereira
  • Tanaires Mirele de Lima Santos
  • Rafaela Cristina de Souza Nascimento
  • Julia Iasmin Bezerra Barbosa
  • Geyslane Pereira Melo de Albuquerque

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.2-062

Keywords:

men's health, primary health care, nursing

Abstract

To identify the challenges faced by nurses working in primary health care in relation to the care provided to the male population. This is an integrative literature review, with a quantitative approach, carried out using the following databases: Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS), Nursing Database - BDENF - and Scientific Electronic Library Online (SCIELO) and with the help of the Health Sciences descriptors (DeSC): "men's health", "primary health care" and "nursing". Fourteen studies were selected to make up the review. The challenges faced by nursing in relation to the health of the male population are mainly related to the socialization that gender involves, the deficit in the organization of services due to the feminization of systems, the incompatibility of schedules, the lack of training and qualification of health professionals who work in PHC.  It was possible to identify that health services are deficient in meeting the demands presented by the male population. This study will provide a better insight into the structuring and preparation of health services to care for men of all ages.

References

ALBUQUERQUE SVL, et al. O homem na atenção básica: percepções de enfermeiros sobre as implicações do gênero na saúde. Esc Anna Nery. 2014; 18 (4): 607-614.

ARAUJO MG, et al. Opinião de profissionais sobre a efetivação da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem. Esc. Anna Nery, 2014; 18 (4): 682-689.

ASSIS NO, et al. Atuação dos enfermeiros frente à política nacional de atenção integral a saúde do homem: um estudo exploratório. Arq. Ciênc. Saúde UNIPAR. 2018; 22 (3): 151-156.

BARBOSA YO, et al. Acesso dos homens aos serviços de atenção primária à saúde. Rev enferm UFPE online, 2018; 12 (11): 2897-905.

BARCELAR AYS, et al. Homens na unidade de saúde da família. Rev enferm UFPE online. 2018; 12 (9): 2507-13.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução CNS nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Aprova diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas devolvendo seres humanos [Internet]. Diário Oficial da União. Brasília; v. 150, nº 122, p. 59-62, 2013.

BARRETO MS, et al. Como os homens adultos utilizam e avaliam os serviços de saúde. Rev. Eletr. Enf. 2015; 17 (3): 29622.

BERTOLINI DNP, SIMONETTI JP. O gênero masculino e os cuidados de saúde: a experiência de homens de um centro de saúde. Esc Anna Nery. 2014; 18 (4): 722-727.

CAVALCANTI JRD, et al. Assistência Integral a Saúde do Homem: necessidades, obstáculos e estratégias de enfrentamento. Esc Anna Nery. 18 (4): 628-634.

CORDEIRO SVL, et al. Atenção básica à saúde masculina: possibilidades e limites no atendimento noturno. Esc Anna Nery. 2014; 18 (4): 644-649.

CZORNY RCN, et al. Perfil do usuário homem atendido em uma unidade básica de saúde da família. Rev Enferm UFPE on line, 2017; 11 (4): 1624-1631.

GALVÃO TF, et al. Principais itens para relatar Revisões sistemáticas e Meta-análises: A recomendação PRISMA. Epidemiologia e Serviços de Saúde, 2015; 24 (2): 335-342.

JUNIOR CDS, et al. Saúde do homem na atenção básica: fatores que influenciam a busca pelo atendimento. Revista Ciência Plural. 2022; 8 (2): e26410.

MOREIRA RLSF, et al. Dificuldades de inserção do homem na atenção básica a saúde: a fala dos enfermeiros. Esc Anna Nery. 2014; 18 (4): 615-621.

OLIVEIRA JCAX, et al. Perfil epidemiológico da mortalidade masculina: contribuições para enfermagem. Cogitare Enferm. 2017; 22 (2): e49724.

SANTOS KC, et al. Atenção à saúde do homem: construção e validação de instrumento para consulta de enfermagem. Rev. Bras. Enferm. 2020; 73 (3): e20190013.

SILVA AN, et al. A avaliação da atenção primária a saúde na perspectiva da população masculina. Rev. Bras. Enferm. 2018; 71 (2): 236-243.

SOUZA MT, et al. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), 2010; 8 (1): 102-106.

SOLANO LC, et al. O acesso do homem ao serviço de saúde na atenção primária. J. res.: fundam. care. Online. 2017; 9 (2): 302-308.

XAVIER SQ, et al. Concepção de saúde e autocuidado pela população masculina de uma Unidade Básica de Saúde. Enferm. Glob. 2015; 14 (40) 44-54.

Published

2024-02-09

How to Cite

dos Santos, W. S. S., Barros, A. K. da S., de Oliveira, S. J., da Cruz, I. M. A., Pereira, C. B. M., Santos, T. M. de L., Nascimento, R. C. de S., Barbosa, J. I. B., & de Albuquerque, G. P. M. (2024). Men’s health in primary care: challenges faced by nurses regarding the determinants of the health-disease process. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(2), e3959. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.2-062