Analysis of the sociodemographic and economic profile of family agricultural production units: a comprehensive view of the challenges experienced

Authors

  • Telma Lúcia de Araújo Silva
  • Moacyr Cunha Filho

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.2-049

Keywords:

family farming, agroecosystems, socioeconomic characterization, agrarian challenges, Brazil

Abstract

The present research aimed to investigate and analyze the social, demographic and economic profile of family farming in the municipality of Passagem, located in the Agreste region of the State of Rio Grande do Norte. The study took into account eight indicators: age, size of properties, number of residents in rural establishments, occurrence of gender variables, marital status, condition of the property, aspects of financial aid, and interviewees' perception of income, monthly expenses and about your surroundings. The methodology included collecting qualitative and quantitative data through structured interviews, applied to a sample composed of 97 family units of agricultural production, covering all rural communities in Passagem-RN. Data analysis was conducted through data tabulation in Microsoft® Office Excel and descriptive statistics using Jamovi® Software. The results identified that there is low female representation in family farming in the municipality, in addition to vulnerabilities regarding welfare policies, which directly impacts the economic and family dimension in the rural context of this municipality.

References

BEUREN, I. M. Como elaborar trabalhos monográficos em contabilidade: teoria e prática. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

BRASIL. Decreto nº. 9.064, de 31 de maio de 2017. Dispõe sobre a Unidade Familiar de Produção Agrária, institui o Cadastro Nacional da Agricultura Familiar e regulamenta a lei que estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e empreendimentos familiares rurais. Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/decreto/d9064.htm. Acesso em: 10 mar. 2023.

BRASIL. Lei nº. 11.326, de 24 de julho de 2006. Estabelece as diretrizes para a formulação da Política Nacional da Agricultura Familiar e Empreendimentos Familiares Rurais. Brasília, DF, 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11326.htm#art3. Acesso em: 10 mar. 2023.

BRASIL. Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (SEAD). Extrato DAP. 2023. Disponível em: https://smap14.mda.gov.br/extratodap/PesquisarDAP. Acesso em: 11 abr. 2023.

CRESWELL, J. W.; CLARK, V. L. Pesquisa de métodos mistos. Porto Alegre: Penso, 2007.

DO CARMO, M. S. A produção familiar como locus ideal da agricultura sustentável. In: BRANDERBURG, A. Para pensar outra agricultura. Curitiba: UFPR, 2001.

FAO et al. The State of Food Security and Nutrition in the World 2022. Rome: FAO, 2022. 260 p. Disponível em: https://doi.org/10.4060/cc0639en. Acesso em: 23 jun. 2023.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Agropecuário 2017: Resultados Definitivos. Rio de Janeiro. 109 f. 2019. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/periodicosagro_2017_resultados_definitivos.pdf. Acesso em: 17 abr. 2023.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Demográfico. Censo 2022. 2022a. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/estatisticas/sociais/rendimento-despesa-e-consumo/22827-censo-demografico-2022.html. Acesso em: 6 abr. 2023.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Cidades e Estados. Passagem. 2022b. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/rn/passagem.html. Acesso em: 6 abr. 2023.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Brasil. Rio Grande do Norte. Passagem. Panorama. 2023. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/passagem/panorama. Acesso em: 6 abr. 2023.

JAMOVI. The Jamovi Project. Versão 2.3.21. 2022. Disponível em: https://www.jamovi.org. Acesso em: 16 maio 2023.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

LACERDA, L. Dez municípios da Paraíba são retirados do mapa do semiárido brasileiro. Jornal da Paraíba, João Pessoa-PB, 2022. Disponível em: https://jornaldaparaiba.com.br/meio-ambiente/dez-municipios-da-paraiba-sao-retirados-do-mapa-do-semiarido-brasileiro-entenda/. Acesso em: 15 jan. 2023.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Nova York: United Nations, 2015. 59 p.

PAES, Â. T. Itens essenciais em bioestatística. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, Rio de Janeiro, v. 71, n. 4, p. 575–580, 1998.

QUALTRICS. Qualtrics. Versão XM. 2023. Disponível em: https://www.qualtrics.com/pt-br/research-core/pesquisa-software/. Acesso em: 22 de jan. 2024.

R CORE TEAM. R: A Language and environment for statistical computing. A Programming Environment for Data Analysis and Graphics. Version 4.3.1. Disponível em: https://cran.r-project.org. Acesso em: 16 maio. 2023.

SILVA, E. R. A. da (Coord.). AGENDA 2030: ODS – Metas Nacionais dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Brasília: Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão/IPEA, 2018. 546 p.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 14. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

Published

2024-02-09

How to Cite

Silva, T. L. de A., & Cunha Filho, M. (2024). Analysis of the sociodemographic and economic profile of family agricultural production units: a comprehensive view of the challenges experienced. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(2), e4625. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.2-049