Avaliação da acuidade visual e de discromatopsias em crianças e adolescentes do ensino fundamental

Authors

  • Victor Navarini Dalsoglio
  • Guilherme da Silva Braga
  • Claudia Elisa Grasel
  • Ricardo Alexandre Stock
  • Elcio Luiz Bonamigo

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.3-169

Keywords:

baixa visão, defeitos da visão cromática, saúde da criança, saúde do adolescente

Abstract

Avaliar deficiência visual e discromatopsias em crianças e adolescentes do ensino fundamental. A acuidade visual foi avaliada pela Tabela de Snellen e a discromatopsia pelo Teste de Ishihara. A amostra foi composta por 465 participantes, 257 (55,2%) do sexo feminino e 208 (44,8%) do sexo masculino, com média de idade de 9,16 ± 2,46 anos. Foram encontrados 49 (10,5%) participantes com 0,7 (20/30) ou menos de acuidade visual. Havia 359 (77,2%) participantes que nunca haviam realizado uma consulta oftalmológica e 26 (5,6%) que usavam óculos. Na divisão por faixa etária, usavam óculos 3,9% no grupo de 6-10 anos e 10,1% no grupo de 11-16 anos, diferença estatisticamente significativa, embora sem diferença significativa entre os índices de deficiência. Ao teste de cores Ishihara, foram encontrados 4 (0,86%) participantes do sexo masculino todos com deuteranopia forte. Conclui-se que o índice de portadores de discromatopsia foi baixo e o número de usuários de óculos entre os participantes da faixa etária de 6-10 anos foi significativamente menor do que faixa de 11-16 anos, inferindo-se a necessidade de maior atenção à saúde oftalmológica deste grupo.

References

ADAM NETTO, A.; NEUMAIER, R.; RODRIGUES, I. K.; ASTOLFI, M.; RITTA, R. A. S.; AGUIAR, U. Prevalência de Discromatopsia em estudantes de medicina da Universidade Federal de Santa Catarina. Arquivos Catarinenses de Medicina, v. 35, n. 42, p. 41–46, 2006.

ALVES, A. Refração. 6. ed. São Paulo: Grupo Gen - Guanabara Koogan, 2014.

ARMOND, J. DE E.; TEMPORINI, E. R.; ALVES, M. R. Promoção da saúde ocular na escola: percepções de professores sobre erros de refração. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, v. 64, n. 5, p. 395–400, out. 2001.

ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE PREVENÇÃO DA CEGUEIRA. Vision Atlas: Number of people affected by vision loss. Disponível em: <https://www.iapb.org/learn/vision-atlas/.>. Acesso em: 2 jun. 2023.

BARBOSA, L. E. O.; MORAIS, P. M. T. S.; BARBOSA, M. M. O.; PEREZ, M. F.; SILVA, L. P. A. DA; MARTIN, D.; JESUS, M. P. O. DE. Prevalence of ametropias and anisometropias in elementary school children in schools from 14 cities in the State of Alagoas. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 76, n. 3, 2017.

BASOLI, C. B. M.; BASOLI, L. P.; CANDELORO, M. M.; FROHLICH, P. B. M.; KIMURA, M. T.; MEDEIROS, M. O. ASPECTOS ÉTICO-JURÍDICOS QUE ENVOLVEM OS PORTADORES DA DISCROMATOPSIA HEREDITÁRIA FATOR CAUSAL DO DALTONISMO. Revista Biodiversidade, v. 20, n. 4, p. 223–241, 2021.

BECKER, T. O. F.; CORTELA, D. DA C. B.; MIURA, H.; MATSUHARA, M. L. Evaluation of visual acuity in municipal elementary school students. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 78, n. 1, 2019.

BIBERG-SALUM, T. G.; PICOLI, R. P.; BUDIB, C. B.; SOUZA, C. C. DE; GUIMARÃES, C. M.; AGUIAR, E. S.; CUNHA, L. O.; KAWABATA, M. A.; COMPARIN, M. R.; ENGELMAN, W. L. Triagem para distúrbios visuais em escolares no município de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Scientia Medica, v. 25, n. 4, p. 21389, 25 fev. 2016.

COUTO, D. Prevalência de discromatopsia nos quilombolas de Monte Alegre de Goiás (Kalungas). [s.l.] Universidade de Brasilia, 2008.

GURSOY, H.; BASMAK, H.; YAZ, Y.; COLAK, E. Vision Screening in Children Entering School: Eskisehir, Turkey. Ophthalmic Epidemiology, v. 20, n. 4, p. 232–238, 18 ago. 2013.

ISHIHARA, S. Ishihara’s Tests for Colour Blindness: 24 Plate Edition. Tokyo: Kanehara, 2012.

LOPES, G. J. A.; CASELLA, A. M. B.; CHUÍ, C. A. Prevalência de acuidade visual reduzida nos alunos da primeira série do ensino fundamental das redes pública estadual e privada de Londrina-PR, no ano de 2000. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, v. 65, n. 6, dez. 2002.

MACCHIAVERNI FILHO, N.; JOSÉ, N. K.; RUEDA, G.; PEREIRA, V. L.; COSTA, M. N.; RANGEL, FLÁVIO FRANÇA FÁVERO, M. Levantamento oftalmológico em escolares da primeira a quarta séries do primeiro grau na cidade de Paulínia , São Paulo. Arq Bras Oftalmol, v. 42, n. 6, p. 289–294, 1979.

MADUKA-OKAFOR, F. C.; OKOYE, O.; EZEGWUI, I.; OGUEGO, N. C.; OKOYE, O. I.; UDEH, N.; AGHAJI, A. E.; NWOBI, E.; ANEJI, C.; ONWASIGWE, E.; UMEH, R. E. Refractive Error and Visual Impairment Among School Children: Result of a South-Eastern Nigerian Regional Survey. Clinical Ophthalmology, v. Volume 15, p. 2345–2353, jun. 2021.

MARTINS, G. M.; BORDABERRY, M. F.; CORRÊA, Z. M. .; MÂNICA, M. B.; COSTA, J. C.; TELICHEVESKY, N.; MARCON, Í. M. Visão das cores em escolares: avaliação de um novo teste. Jornal de Pediatria, v. 77, n. 4, p. 327–330, ago. 2001.

MARTINS, T. R.; BRAGA, F. T. C.; HAYASHIDA, A.; MIYASHITA, D. Ação social para detecção e resolução de baixa de acuidade visual em adolescentes. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 80, n. 5, 6 out. 2021.

MELO, D. G.; GALON, J. E. V.; FONTANELLA, B. J. B. Os “daltônicos” e suas dificuldades: condição negligenciada no Brasil? Physis: Revista de Saúde Coletiva, v. 24, n. 4, p. 1229–1253, dez. 2014.

MOREIRA NETO, C. A.; MOREIRA, A. T. R.; MOREIRA, L. B. Visual acuity evaluation in children of the elementary school of Curitiba. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 73, n. 4, 2014.

OLIVEIRA, C. A. S. DE; HISATOMI, K. S.; LEITE, C. P.; SCHELLINI, S. A.; PADOVANI, C. R.; PADOVANI, C. R. P. Erros de refração como causas de baixa visual em crianças da rede de escolas públicas da regional de Botucatu - SP. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, v. 72, n. 2, p. 194–198, abr. 2009.

OLIVEIRA, R. S. DE; PARIZOTTO, A. V.; CALEFF, M. F.; BEAL, C.; YEH, W. S. S.; VICENSI, M. DO C. Avaliação da acuidade visual em escolares no município de Herval d’Oeste, Santa Catarina, Brasil. Rev Bras Med Fam Comunidade, v. 8, n. 28, p. 180–186, 2013.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. World report on vision. Disponível em: <https://www.who.int/publications/i/item/9789241516570. >. Acesso em: 2 jun. 2023.

PROCÓPIO, M. E. N.; TAKAHASHI, D. M.; ROCHA DE-SOUZA, G. F. Avaliação da acuidade visual em escolares e adolescentes na cidade de Onça de Pitangui, Minas Gerais, Brasil. Revista Médica de Minas Gerais, 2019.

QUARTO, L. C.; TEIXEIRA, F. L. F.; LUQUETTI, E. C. F.; SOUZA, S. M. DA F.; MUNIZ, V. F. S. G. A DISCROMATOPSIA: APLICAÇÃO DO TESTE DE ISHIHARAEMUMAESCOLA LOCALIZADA NO MUNICÍPIO DE NATIVIDADE-RJ. Temas em Saúde, v. 19, n. 3, p. 229–243, 2019.

RIBEIRO, G. DE B.; COELHO, A. L. D.; CHAVES, P. H. P.; MACEDO, R. DE L.; SILVA, T. A. B. E. Ophthalmologic screening of children of public schools in Belo Horizonte/MG: an overview about the visual impairment in children. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 74, n. 5, 2015.

ROCHA, M. N. A. M.; SANCHES, A.; PESSOA, F. F.; BRAZ, G. S.; REGO, L. P.; AUAD, L. J.; RIBEIRO, P. DE C. A. Clinical forms and risk factors associated with strabismus in visual binocularity. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 75, n. 1, 2016.

SATO, M. T.; MOREIRA, A. V.; GUERRA, D. R.; CARVALHO, A. C. A. DE; MOREIRA JÚNIOR, C. A. Discromatopsias congênitas e condução de veículos. Arquivos Brasileiros de Oftalmologia, v. 65, n. 1, jan. 2002.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE VISÃO SUBNORMAL. Visão subnormal. Disponível em: <http://www.visaosubnormal.org.br/oquee.php>. Acesso em: 19 out. 2022.

VIEIRA, J. K.; REZENDE, G. X.; ANASTÁCIO, L. DE B.; FREITAS FILHO, R. T. DE; BENEVIDES, H. C. C.; FONSECA, J. M.; PEREIRA, M. V. S.; MOTA, F. M. Prevalence of visual disorders in school children. Revista Brasileira de Oftalmologia, v. 77, n. 4, 2018.

WALE, M. Z.; ABEBE, Y.; ADAMU, Y.; ZELALEM, A. Prevalence of color blindness among school children in three primary schools of Gish –Abay town district, Amhara regional state, north-west Ethiopia. BMC Ophthalmology, v. 18, n. 1, p. 306, 26 dez. 2018.

Published

2024-03-13

How to Cite

Dalsoglio, V. N., Braga, G. da S., Grasel, C. E., Stock, R. A., & Bonamigo, E. L. (2024). Avaliação da acuidade visual e de discromatopsias em crianças e adolescentes do ensino fundamental. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(3), e5558. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.3-169

Issue

Section

Articles