Internacionalização da Educação Superior: a importância da pesquisa acadêmica na conservação de florestas tropicais

Authors

  • Suiane Costa Alves

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.4-097

Keywords:

internacionalização da educação superior, pesquisa acadêmica, conservação de florestas tropicais

Abstract

O presente trabalho tem por objetivo dialogar sobre a importância da Internacionalização da Educação Superior no desenvolvimento de pesquisa acadêmica na conservação de florestas tropicais. Para isso, foi realizada um estudo experimental alinhado a pesquisa bibliográfica, apresentando uma abordagem quanti-qualitativa, efetuando ao longo do processo de pesquisa a análise antrópica a partir do registro fotográfico, bem como as análises físico-química e microbiológica a partir de amostras de água. A pesquisa chega à conclusão de que se torna imperativo o desenvolvimento de medidas protetivas no gerenciamento dos recursos naturais de florestas tropicais localizadas no Ceará, mobilizando as políticas ambientais em prol da qualidade dos ecossistemas. Com efeito, as análises físico-química e microbiológica evidenciam alterações nas amostras de água no quesito ao pH, condutibilidade, quantidade de impureza, sólidos totais dissolvidos, dureza total e alcalinidade total, além da detecção da presença de Coliformes totais e Escherichia coli. Em relação aos aspectos antrópicos, observou-se a presença de lixo, esgoto a céu aberto e plantio inadequado. Desse modo, existe uma necessidade urgente de ações cooperativas ante a complexidade da deterioração dos solos e dos recursos hídricos do referido espaço natural, incidindo na qualidade da biodiversidade local.

References

ALVES, S. C.; FREIRES, E. V. Chapada do Araripe/Brasil: estrategías de internacionalización del currículo y educación ambiental. Revista Dialogos sobre Educación, n. 29, v. 15, 2024. Disponível em: http://dialogossobreeducacion.cucsh.udg.mx/index.php/DSE/article/view/1337. Acesso em: 04 abril 2024.

ALVES, S. C. Environmental Education and Interdisciplinarity: Pedagogical Proposal for Laboratory Practices in the Chemistry Curricular Component, Formiga (MG): Forma Educacional Editora, 2024. Disponível em: https://zenodo.org/records/10479391. Acesso em 20 fev. 2024.

ALVES, S. C. Estudo de Impactos Ambientais: tecendo reflexões sobre as práticas interdisciplinares. Revista Educação em Debate, n. 91, v. 45, 2023. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/educacaoemdebate/article/view/92610. Acesso em: 04. Abril. 2024.

ALVES, S. C. Internacionalização Verde e as Políticas Internacionais de Proteção Socioambiental. Revista Educação em Páginas, v.2, 2023. Disponível em: https://periodicos2.uesb.br/index.php/redupa/article/view/13832. Acesso em 20 fev. 2024.

ALVES, Suiane Costa. Educação Ambiental e Interdisciplinaridade: proposta pedagógica de práticas laboratoriais no componente curricular de química. 1. ed. Recife: Even3 Publicações, 2021. E-book. Disponível em: https://publicacoes.even3.com.br/book/educacao-ambiental-e-interdisciplinaridade-

Acesso em: 21 mar. 2024.

ALVES, S. C; FREIRES, E. V. Cidadania Ambiental Global. In: Nascimento, Francisco Antônio et. al. (org.). Ciências, matemática, linguagens e novas tecnologias, Editora Imprece, 2023. Disponível em: https://www.imprece.com.br/wp-content/uploads/2023/06/E-BOOK_BORBOLETAR_VOLUME-8-BORBOLETAR.pdf. Acesso em 20 fev. 2024.

ATKINS, P; JONES, L. Princípios da Química: questionando a vida moderna e o meio ambiente. 5. ed. Artmed Editora, 2012.

BARROS, A. V. de; BARROS, P. L. C. de; SILVA, L. C. B. da. Estudo da diversidade de espécies de uma floresta situada em Curuá-Una – Pará. Revista de Ciências Agrárias, nº 33, 2000. Disponível em: http://repositorio.ufra.edu.br/jspui/handle/123456789/1291. Acesso em 20 fev. 2024.

BELARMINO, Y. da S. et. al. Mecanismos de interação entre relevo e solo na Serra da Aratanha, um estudo preliminar. REGNE, v. .2, nº Especial, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/revistadoregne/article/view/10418. Acesso em 20 fev. 2024.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria Nº 2.914 de 12 de dezembro. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2011. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt2914_12_12_2011.html#:~:text=Disp%C3%B5e%20sobre%20os%20procedimentos%20de,e%20seu%20padr%C3%A3o%20de%20potabilidade. Acesso em 20 fev. 2024.

CARNEIRO, C. da S. et. al. Análise geomorfológica e morfométrica da sub-bacia hidrográfica dos riachos timbaúba e poção Coreaú – CE. Revista GeoUECE, nº 14, v. 08, 2019. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/GeoUECE/article/view/1501. Acesso em 20 fev. 2024.

CEARÁ. Superintendência Estadual do Meio Ambiente (SEMACE). Reestruturação e Atualização do Mapeamento do Projeto Zoneamento Ecológico-Econômico do Ceará – Zona Costeira e Unidades de Conservação Costeiras: relatório final de caracterização ambiental e dos mapeamentos. GEOAMBIENTE – Fortaleza: SEMACE, 2016. Disponível em: https://www.semace.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/46/2016/12/RELAT%C3%93RIO-CARACTERIZA%C3%87%C3%83O-AMBIENTAL-E-DOS-MAPEAMENTOS.pdf. Acesso em 20 fev. 2024.

CEARÁ. Secretaria do Meio Ambiente. Decreto nº 24.959, de 05 de junho. Fortaleza, CE: Secretaria do Meio Ambiente, 1998. Disponível em: https://www.sema.ce.gov.br/wp-content/uploads/sites/36/2021/09/Serra-Aratanha.pdf. Acesso em 20 fev. 2024.

JARDIM, F. C. da S.; QUADROS, L. C. L. Estrutura de uma floresta tropical dez anos após exploração de madeira em Moju, Pará. Ciência Florestal - Rev. Ceres, n. 63, v. 4, 2016 Disponível em: https://www.scielo.br/j/rceres/a/5WZq47TY3DRms43rYHxGRXM/?lang=pt#. Acesso em 20 fev. 2024.

KNIGHT, J. Internacionalização da Educação Superior: conceitos, tendências e desafios. São Leopoldo: Oikos, 2020.

KOHLHPP, G. O Programa Piloto Internacional de Proteção das Florestas Tropicais no Brasil (1993-2008): As primeiras estratégias da política ambiental e de desenvolvimento regional para a Amazônia Brasileira Rev. NERA Presidente Prudente ano 21, n. 42, pp.308-330 Dossiê, 2018. Disponível em: https://revista.fct.unesp.br/index.php/nera/article/view/5697. Acesso em 20 fev. 2024.

LEASK, B. Internationalizing the Curriculum. United States: British Library, 2015.

LIMA, Isaías Batista; ALVES, Suiane Costa. Educação Ambiental e Interdisciplinaridade: da explicitação de conceitos nos PCNs e DCNEM à prática pedagógica no Ensino Médio. Fortaleza: EdUECE, 2022. Ebook. Disponível em: https://www.uece.br/eduece/home/servicos-e-informativos/livros-acesso-aberto/.

Acesso em 21 mar. 2024.

MESQUITA, J. L. Florestas tropicais, conheça as maiores do mundo. Postado em: 14 ago. 2019. Estadão. Disponível em: https://marsemfim.com.br/florestas-tropicais-conheca-as-maiores-do-mundo/. Acesso em 20 fev. 2024.

MINAYO, M. C. de S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2013.

MORO et. al. Vegetação, unidades fitoecológicas e diversidade paisagística do estado do Ceará. Revista Rodriguésia, nº 66, v. 3, 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rod/a/dq6rXHrrW9prk9vGXzgdcYv#. Acesso em 20 fev. 2024.

MOURÃO, N. M. Biomas tropicais, design e comunidades. In: VIII Simpósio de Design Sustentável, Curitiba, Brasil, 2021. Disponível em: https://eventos.ufpr.br/sds/sds/paper/viewFile/4569/1063. Acesso em 20 fev. 2024.

MOZETO, A. A.; JARDIM, W. de F. A Química Ambiental no Brasil. Revista Química. Nova, nº 25, 2002. https://www.scielo.br/j/qn/a/yZ98nTzs8ZdC6wGzVbLfXfF/#. . Acesso em 20 fev. 2024.

PENHA, H. M. A Geologia e os Problemas Ambientais. Departamento de Geologia – UFRJ. Anuário do Instituto de Geociências, Rio de Janeiro; v. 13, 1990. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/aigeo/issue/view/502. Acesso em 20 fev. 2024.

SARRIA, F. A. Sistema de Información Geografica. Universidad de Murcia. Ucrânia, 2006. Disponível em: https://www.um.es/geograf/sigmur/sigpdf/temario. Acesso em 20 fev. 2024.

SILVA, C. R. da. Prefácio. In: Anjos, José Ângelo Sebastião Araújo dos. Geologia Ambiental e Médica do Estado da Bahia, EDUFBA, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/handle/ri/37340. Acesso em 20 fev. 2024.

SILVA, D. D. E. da; FELIZMINO, F. T. A.; OLIVEIRA, M. G. de. Avaliação da degradação ambiental a partir da prática da cultura do feijão no município de Tavares-PB. Revista Holos, v. 8, 2015. Disponível em: https://www2.ifrn.edu.br/ojs/index.php/HOLOS/article/view/2063. Acesso em 20 fev. 2024.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

UNESCO. Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Relatório Anual da Unesco no Brasil. Brasília, DF: Unesco, 2021. https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000381550/PDF/381550por.pdf.muli. Acesso em 20 fev. 2024.

UNESCO. Organización de las Naciones Unidas para la Educación, la Ciencia y la Cultura (2008). Instituto Internacional para la Educación Superior en América Latina y el Caribe (IESALC). Declaración y Plan de Acción de la Conferencia Regional de Educación Superior en América Latina y el Caribe; CRES; Declaration and Action Plan of the Regional Conference on Higher Education for Latin America and the Caribbean. [S. l.]: UNESCO: IESALC. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000181453/PDF/181453qaao.pdf.multi. Acesso em 20 fev. 2024.

Published

2024-04-12

How to Cite

Alves, S. C. (2024). Internacionalização da Educação Superior: a importância da pesquisa acadêmica na conservação de florestas tropicais. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(4), e6104. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.4-097

Issue

Section

Articles