Ganho de peso excessivo em gestantes da Atenção Primária à Saúde

Authors

  • Anna Barbara Albuquerque Gonçalves
  • Guilherme Almeida Clementino Oliva
  • Gustavo Santos Viana
  • Maria Fernanda Prates de Matos Miranda
  • Matheus Filipe Torres
  • Miguel Henrique Alves Carvalho
  • Maria Fernanda Santos Figueiredo Brito
  • Wanessa Casteluber Lopes
  • Lucineia de Pinho

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-045

Keywords:

atenção primária à saúde, gestante, estado nutricional, ganho de peso materno

Abstract

O período gestacional é caracterizado por diversas modificações que alteram o sistema orgânico materno. Como consequência, há um aumento do ganho de peso ponderal, sendo necessário compreender os efeitos dessa condição, para evitar a ocorrência do excesso do peso, e reduzir os riscos de complicações fetais e maternas. O objetivo deste trabalho foi analisar a prevalência do ganho de peso excessivo de gestantes da Atenção Primaria à Saúde. Trata-se de um estudo epidemiológico, transversal, descritivo, de base populacional, aninhado à coorte ALGE. Foi realizada amostra probabilística no município de Montes Claros, região Norte do estado de Minas Gerais (MG) – Brasil, em gestantes cadastradas nas Equipes de Saúde da Familia, da zona urbana do município. Para a coleta de dados, foi utilizado um questionário para caracterização sociodemográfica, antropométricas e assistência pré-natal. Os dados coletados foram organizados e analisados de forma descritiva no software IBM SPSS Statistic versão 22.0 para Windows. Participaram deste estudo 675 gestantes, sendo 51,4% no segundo trimestre e 48,6% no terceiro trimestre. A prevalência do ganho de peso excessivo em gestantes da Atenção Primária à Saúde foi de 51,3%. O estudo mostrou que gestantes com sobrepeso pré-gestacional obtiveram o maior percentual de ganho de peso excessivo na gestação (62,4%) (p<0,005). Os resultados do estudo mostram que o ganho de peso excessivo na gestação ainda é bastante prevalente, reforçando que medidas com um enfoque social devem ser tomadas para preveni-lo e, consequentemente, evitar-se morbidades na saúde materno-infantil.

References

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA PARA O ESTUDO DA OBESIDADE E DA SÍNDROME METABÓLICA. Diretrizes brasileiras de obesidade. 4 ed. São Paulo: ABESO, 2016.

BLACK, R.E.; VICTORA, C.G.; WALKER, S.P.; BHUTTA, Z.A.; CHRISTIAN, P.; ONIS, M.; et al. Maternal and child undernutrition and overweight in low-income and middle-income countries. Lancet, v. 382, n. 9890, p. 427-51, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Ações Programáticas. Manual de gestação de alto risco. Brasília: Ministério da Saúde, 2022. Disponível em: https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/wp-content/uploads/2022/03/manual_gestacao_alto_risco.pdf

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Coordenação-Geral de Ciclos da Vida. Coordenação de Saúde das Mulheres. Caderneta da Gestante. Brasília: Ministério da Saúde, 2022. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/caderneta_gestante_versao_eletronica_2022.pdf

CAMPOS, C. A. S.; MALTA, M. B.; NEVES, P.A.R; LOURENÇO; B. H.; CASTRO, M.C.; CARDOSO, M. A. Ganho de peso gestacional, estado nutricional e pressão arterial de gestantes. Revista de Saúde Pública, v.53, p. 57, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rsp/a/zgH7K55XT4RV5PG47pRRW4q/?format=pdf&lang=pt

COLLI, E. H.; CAMPOS, C. B. S.; TAVARES, M. A. DE S. B.; LACERDA, A. B.; SILVA, B. M. B. A.; OLIVEIRA, F. A.; et al. Obesidade: principais distúrbios materno-fetais: Obesity: major maternal-fetal disorders. Brazilian Journal of Development, v. 8, n.9, p. 64863-64873, 2022. Disponível em: https://ojs.brazilianjournals.com.br/ojs/index.php/BRJD/article/view/52624/39266

CZARNOBAY, S. A.; KROLL, C.; SCHULTZ, L. F.; MALINOVSKI, J.; MASTROENI, S. S. B. S.; MASTROENI, M. F. Predictors of excess birth weight in Brazil: a systematic review. Jornal de Pediatria, v.95, p. 128-154, 2019.

DUDE, A.M.; GROBMAN, W.; HAAS, D.; MERCER, B.M.; PARRY, S.; SILVER, R.M.; et al. Gestational Weight Gain and Pregnancy Outcomes among Nulliparous Women. Am J Perinatol, v. 38, n.2, p. 182-190. 2021.

GIRARDI, B.C.; SILVA, L. D.; FILHO, A. A. C.; LISBOA, C. S.; SANTANA, J. M; SANTOS, D. B. Estado antropométrico pré-gestacional e peso ao nascer: Coorte NISAMI. Revista O Mundo da Saúde, v.45, p. 233-241, 2021.

FERREIRA, L.A.; PICCINATO, C.A.; CORDIOLI, E.; ZLOTNIK, E. Índice de massa corporal pré-gestacional, ganho de peso na gestação e resultado perinatal: estudo descritivo retrospectivo. Einstein (São Paulo), v.18, p1-6, 2020.

FONSECA, A. C. M.; PEREIRA, J. S.; AVIZ, L.E. D.; REIS, N. M.; OLIVEIRA, E. P. O. D.; LEÃO, E. C.; et al. Saúde da mulher: manutenção da gravidez em gestantes. Rev Enferm UFPE online, v.15, n.2, e24642, 2021. Disponível em: file:///D:/Users/USER/Downloads/wandenf,+246442-PT.pdf

LANA, T.C.; OLIVEIRA, L.V.A.; MARTINS, E.F.; SANTOS, N.C.P.; MATOZINHOS, F.P.; FELISBINO-MENDES, M.S. Prevalência, Fatores Associados e Desfechos Reprodutivos Relacionados ao Ganho de Peso Gestacional Excessivo. Revista Enfermagem UERJ, v. 28, p- e53127-e53127, 2020. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/enfermagemuerj/article/view/53127/36522

MARSHALL, N.E.; ABRAMS, B.; BARBOUR, L.A.; CATALANO, P.; CHRISTIAN, P.; FRIEDMAN, J.E.; et al. The importance of nutrition in pregnancy and lactation: lifelong consequences. Am J Obstet Gynecol., v. 226, n. 5, p. 607-632, 2022.

MONTESCHIO, L.V.C.; MARCON, S.S.; ARRUDA, G.O.; TESTON, E.F.; NASS, E.M.A.; COSTA, J.R.; et al. Excessive gestational weight gain in the Brazilian Unified Helth System. Revista ACTA Paulista de Enfermagem, v. 34, p. eAPE001105, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ape/a/XKLq46FrbyPQYFSS5BTJ6YL/?format=pdf&lang=pt

OLIVEIRA, R. M. A.; LIRA, J. L. M.; AMORIM, D. S.; CALADO, M. F.;

SANTOS, W. de J.; FERNANDES, F. N.; et al. Fetal macrosomy and the risk of childhood obesity. Research, Society and Development, v. 11, n. 7, p. e5211729572, 2022. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/29572/25615

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS). Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva: WHO, 1995.

PEREIRA, N.A.; CARNEIRO, J.K.R.; OLIVEIRA, M.A.S. Estado nutricional materno e ganho de peso durante a gestação em gestantes atendidas no Centro de Saúde da Família na cidade de Sobral/CE/Brasil. Revista Saúde e Ciência, v. 8, n. 1, p. 62-75, 2019.

SANTOS, S.F.M.; COSTA, A.C.C.; ARAÚJO, R.G.P.S.; SILVA, L.A.T.; GAMA, S.G.N.; FONSECA, V.M. Factores associated with the adequacy of gestational weight gain among Brazilian teenagers. Revista Ciência e Saúde Coletiva, v. 27, n. 7, p. 2629-2642, 2022.

SILVA, O.O.; ALEXANDRE, M.R.; CAVALCANTE, A.C.M.; ARRUDA, S.P.M.;

SAMPAIO, R.M.M. Adequate versus inadequate weight gain and socioeconomic factors of pregnant womem followed up in primary care. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v. 19, n. 1, p.99-106, 2019.

SUN, Y.; SHEN, Z.; ZHAN, Y.; WANG, Y.; MA, S.; ZHANG, S.; et al. Effects of pre-pregnancy body mass index and gestational weight gain on maternal and infant complications. BMC Pregnancy Childbirth, v. 20, n. 390, p. 1-13, 2020.

Published

2024-06-05

How to Cite

Gonçalves, A. B. A., Oliva, G. A. C., Viana, G. S., Miranda, M. F. P. de M., Torres, M. F., Carvalho, M. H. A., Brito, M. F. S. F., Lopes, W. C., & Pinho, L. de. (2024). Ganho de peso excessivo em gestantes da Atenção Primária à Saúde. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e6713 . https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-045

Issue

Section

Articles