Rendimento agronômico do consórcio cebola e alface em diferentes níveis de sombreamento em condições de semiárido

Authors

  • Francielly Quiteria Guimarães Alves
  • Wagner Ferreira da Mota
  • Luan Mateus Silva Donato
  • Márcio Marques da Silva
  • Lívian Patrícia da Silva Santos
  • Fabiano Cordeiro Silva
  • Helena Souza Nascimento Santos
  • José Augusto dos Santos Neto
  • Gevaldo Barbosa de Oliveira

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-025

Keywords:

Allium cepa, Lactuca sativa L., consórcio de culturas, sistemas de cultivo

Abstract

O consórcio de culturas é comumente praticado na produção de hortaliças devido a diversos benefícios econômicos, e, considerando que a duração da exposição, a qualidade e intensidade de luz afetam as características de qualidade das hortaliças folhosas, objetivou-se avaliar o rendimento agronômico de alface e cebola consorciadas em diferentes níveis de sombreamento, sob manejo convencional. O experimento foi realizado nos meses de março a agosto, disposto em esquema de parcelas subdivididas, tendo nas parcelas um fatorial 2x2, sendo duas cultivares de cebola (Texas Early Grano 502 e Baia Periforme) e duas de alface (Veneranda e Grand Rapids TBR) e nas subparcelas os 5 níveis de sombreamento (18 %, 30 %, 50 %, agrotêxtil e testemunha),  dispostas em blocos ao acaso com quatro repetições. , e nas parcelas foram avaliadas. O consórcio não afetou o desempenho agronômico da cebola, tampouco o da alface. A cultivar de alface Veneranda foi superior a Grand Rapids TBR, na maioria das características avaliadas, e a cultivar de cebola Texas Early Grano 502 foi superior a Baia Periforme em consórcio. A combinação do consórcio foi viável, no entanto a combinação da alface Veneranda com a cebola Texas Early Grano 502 apresentou-se como melhor opção entre os consórcios na testemunha à céu aberto e com o Agrotêxtil. O ambiente com 30 % de sombreamento e agrotêxtil condicionaram melhores rendimentos para a alface, considerando a cebola como cultura principal os melhores resultados foram observados no cultivo a céu aberto.

References

BRAGA, M.B.; MAROUELLI, W.A.; RESENDE, G.M.; MOURA, M.S.B.; COSTA, N.D.; CALGARO, M.; CORREIA, J.S. Coberturas do solo e uso de manta agrotêxtil (TNT) no cultivo do meloeiro. Horticultura Brasileira, v. 35, p.147-153.2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-053620170123. Acesso em: 18 jan. 2020.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Abastecimento e Reforma Agrária, Portaria n. 529 de 18 ago. 1995. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, 1 set. 1995. Seção 1, p.13513.

BRZEZINSKI, C.R.; ABATI, J.; GELLER, A.; WERNER, F.; ZUCARELI, C. Produção de cultivares de alface americana sob dois sistemas de cultivo. Revista Ceres, Viçosa, v. 64, n.1, p. 083-089, jan/fev, 2017. Disponível em: https://www.redalyc.org/journal/3052/305251789014/movil/. Acesso em: 28 jun. 2022.

CECÍLIO FILHO, A.B.; REZENDE, B.L. A.; BARBOSA, J.C.; FELTRIM, A.L.; SILVA, G.S.; GRANGEIRO, L.C. Interação entre alface e tomateiro consorciados em ambiente protegido, em diferentes épocas. Horticultura Brasileira, v. 26, p. 158-164, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/hb/a/pXd9rCvqRGTchdgWKvQ5bDc/?format=pdf. Acesso em: 10 set. 2023.

DIAMANTE, A.S.; JUNIOR, S.S.; INAGAKI, A.M.; SILVA, M.B. da; DALLACORT, R. Produção e resistência ao pendoamento de alfaces tipo lisa cultivadas sob diferentes ambientes. Revista Ciência Agronômica, v. 44, n. 1, p. 133-140, jan-mar, 2013. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1806-66902013000100017. Acesso em: 08 out. 2023.

FERRARI, D.L.; LEAL, P.A.M. Uso de tela termorrefletora em ambientes protegidos para cultivo do tomateiro. Engenharia agrícola, v.35, n.2, p.180-191, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1809-4430-Eng.Agric.v35n2p180-191/2015. Acesso em: 18 fev. 2017.

FERREIRA, R. L. F.; SOUZA, R. J.; CARVALHO, J. G.; ARAUJO NETO, S. E.; YURI, E. J. Avaliação de cultivares de alface adubadas com Silifértil®. Caatinga, Mossoró, v. 22, n. 2, p. 05-10, 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4322/rca.2424. Acesso em: 20 jan. 2024.

FLÔRES, J. de A.; SANTOS, L. A C. dos; SILVA, D. M. P. da; OLIVEIRA, I. A. de; PEREIRA, C. E. Desempenho agronômico de cultivares de alface em casa de vegetação no município de Humaitá, AM. Revista de Ciências Agroambientais, v.14, n.2, 2016.

FONTES, P. C. R. Sugestões de adubação para hortaliças. In: RIBEIRO, A.C.; GUIMARÃES, P. T. G.; ALVAREZ V.; V.H. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais. 5a Aproximação. Viçosa-MG: UFV, 1999. p.171-174.

KOEFENDER, J; SCHOFFEL, A; MANFIO, C. E. GOLLE, D. P.; SILVA, A. N.; HORN, R. C. Consorciação entre alface e cebola em diferentes espaçamentos. Horticultura Brasileira, v. 34, p. 580-583.2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-053620160419. Acesso

em: 27 jul. 2022.

KURTZ, C.; ERNANI, P. R. Produtividade de cebola influenciada pela aplicação de micronutrientes. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa-MG, v. 34, n.1, p.133-142 jan./fev. 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0100-06832010000100014. Acesso em: 30 abr. 2018.

LEITE, H. M. F.; TAVELLA, L. B.; MOTA, L. H.S. O.; ALMEIDA, F. A.; BRAVIN, M. P.; DIAS, J. R. M. Cultivo consorciado de olerícolas em sistema agroecológico. Revista de Ciências Agrarias, v.54, n.1, p.12-19, Jan/Abr 2011.

MOTA, W. F.; PEREIRA, R. D.; SANTOS, G. de S.; VIEIRA, J. C. B. 2012. Agronomic and economic viability of intercropping onion and lettuce. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 30, n. 2, p. 349-354, 2012. Disponível em: DOI: 10.1590/S0102-05362012000200028. Acesso em: 15 set. 2023.

OLIVEIRA, V. R.; MENDONÇA, J. L.; SANTOS, C. A. Cultivo da cebola – clima. Brasília: Embrapa Hortaliças, 2009. (Sistema de Produção 5). Disponível em: https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/108708/a-cultura-da-cebola. Acesso em: 23 abr. 2024.

OLIVEIRA, E. Q.; SOUZA, R. J.; CRUZ, M. C. M.; MARQUES, V. B.; FRANÇA, A. C. Produtividade de alface e rúcula, em sistema consorciado, sob adubação orgânica e mineral. Horticultura Brasileira, v. 28, p.36-40. 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-05362010000100007. Acesso em: 10 jan. 2023.

OMETTO, J. C. Classificação Climática. In: OMETTO, J. C. Bioclimatologia tropical. São Paulo: Ceres, 1981. p. 390-398.

OTONI, B.S.; MOTA, W.F. da; BELFORT, G.R.; SILVA, A.R.S.; VIEIRA, J.C.; ROCHA, L.S. Produção de híbridos de tomateiro cultivados sob diferentes porcentagens de sombreamento. Rev. Ceres, Viçosa, v. 59, n.6, p. 816-825, 2012.

PAULA, P.D.; GUERRA, J.G.M.; RIBEIRO, R.L.D.; CESAR, M.N.Z.; GUEDES, R.E.; POLIDORO, J.C. Viabilidade agronômica de consórcios entre cebola e alface no sistema orgânico de produção. Horticultura Brasileira, v. 27, p. 202-206, 2009. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/CNPAB-2010/29818/1/cot085.pdf. Acesso em: 08 set. 2019.

PIVETTA, L.A.; COSTA, M.S.S. de M.; COSTA, L.A. de; MARINI D.; GOBBI, F. C.; CASTOLDI, G. SOUZA, J. H. de; PIVETTA, L.G.; Avaliação do cultivo consorciado de rúcula com alface, em sistema orgânico e biodinâmico na região oeste do Paraná. Cadernos de Agroecologia, Guarapari, v. 2, n. 2, p. 1682-1685, 2007.

QUEIROZ, J.P. da; COSTA, A.J.M. da; NEVES, L.G.; SEABRA JUNIOR, S.; BARELLI, M.A.A. Estabilidade fenotípica de alfaces em diferentes épocas e ambientes de cultivo. Revista Ciência Agronômica, v. 45, n. 2, p. 276-283, abr-jun, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1806-66902014000200007. Acesso em: 15 mar. 2022.

RESENDE, G.M. de; COSTA, N.D.; YURI, J.E.; MOTA, J.H. Adaptação de genótipos de alface crespa em condições semiáridas. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v.11, nº 1, p. 1145 - 1154, 2017. Disponível em: https: DOI: 10.7127/rbai.v11n100553 Acesso em: 10 jan. 2024.

REZENDE, B.L.A.; FILHO, A.B.C.; PÔRTO, D.R. de Q.; JUNIOR, A.P.B.; SILVA, G. S. da; BARBOSA, J.C.; FELTRIM, A.L. Consórcios de alface crespa e pepino em função da população do pepino e época de cultivo. Interciência, Las Mercedes, v. 35, p. 374-379, 2010.

SANTOS, C.L.; SEABRA J.S.; GADUM DE LALLA, J.; THEODORO, V.C.A.; NESPOLI, A. Desempenho de cultivares de alface tipo crespa sob altas temperaturas em Cáceres - MT. Agrarian, Grandes Dourados, v. 2, n. 3, p. 87-98. 2009. Disponível em: https: //doi.org/10.30612/agrarian.v2i3.421. Acesso em: 17 set. 2022.

SANTOS, L.L.; SEABRA JUNIOR, S.; NUNES, M.C.M. Luminosidade, temperatura do ar e do solo em ambientes de cultivo protegido. Revista de Ciências Agro-Ambientais, Alta Floresta, v. 8, n.1, p. 83- 93, 2010.

SANTOS, D.; MENDONÇA, R.M.N.; SILVA, S.M.; Espínola, J.E.F.; Souza, A.P. Produção comercial de cultivares de alface em Bananeiras. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 29, n. 4, p. 609-612. 2011.

SEABRA JUNIOR, S.; SOUZA, S.B.S.; THEODORO, V.C.A.; NUNES, M. C. M.; AMORIN, R.C.; SANTOS, C. L.; NEVES, L.G. Desempenho de cultivares de alface tipo crespa sob altas temperaturas. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 27, n. 2, 2009.

SILVA, G.S.; REZENDE, B.L.A.; CECÍLIO FILHO, A.B.; BARROS JÚNIOR, A.P.; MARTINS MIEG; PORTO, D.R. Q. Viabilidade econômica do cultivo da alface crespa em monocultura e em consórcio com pepino. Ciência e Agrotecologia, v.32, p. 1516-1523, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-70542008000500024. Acesso em: 10 mai. 2022.

SILVA, H.D. da; SANTOS, A.M.; SOUZA, V.B. de; CRUZ, M. das D. da; OLIVEIRA, P.C. do C.; CUNHA, L. de M.V. Viabilidade agronômica de consórcios entre alface e rúcula no sistema orgânico de produção. Cadernos de Agroecologia Fortaleza, v. 6, n.2, p. 2-5, 2011.

SILVA, F.Z. da; YURI, J.E.; ARAGÃO, C.A. Production of minitomates cultivated in semi-protected environments in the São Francisco submedium valley. Research, Society and Development, v. 9, n. 12, p.01-21, 2020. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/10693. Acesso em: 27 jun. 2022.

SOUTO, R.F.; RODRIGUES, M.G.; MENEGUCCI, J.L. P. Situação da bananicultura na região norte de Minas Gerais. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO SOBRE BANANICULTURA, 4,

, Campo Grande. Anais... Jaboticabal: FUNEP, 2001.

SOUZA, M.C.M. RESENDE, L.V.; MENEZES, D.; SANTOS, V.F. Avaliação de progênies de alface quanto ao pendoamento e florescimento precoce. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 48., 2008, Maringá. Anais... Maringá: ABH, 2008. (CD-ROM)

VIEIRA, M.C.; CARLESSO, A.; HEREDIA ZÁRATE, N.A.; GONÇALVES, W.L.F.; TABALDI, L.A.; MELGAREJO, E. Consorciação de manjericão (Ocimumbasilicum L.) e alface sob dois arranjos de plantas. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v.14, p. 169-174.2012.

Published

2024-06-05

How to Cite

Alves, F. Q. G., Mota, W. F. da, Donato, L. M. S., Silva, M. M. da, Santos, L. P. da S., Silva, F. C., Santos, H. S. N., Santos Neto, J. A. dos, & Oliveira, G. B. de. (2024). Rendimento agronômico do consórcio cebola e alface em diferentes níveis de sombreamento em condições de semiárido. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7265. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-025

Issue

Section

Articles