A contribuição japonesa para a agropecuária do Brasil e de Minas Gerais na década de 1950

Authors

  • Pedro Hudson Cordeiro

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-047

Keywords:

imigração japonesa, economia brasileira, economia mineira, agropecuária, história econômica

Abstract

O Brasil é uma grande potência na produção agropecuária, setor que vem puxando o crescimento da economia nos últimos anos. Todavia, antes dos anos 1960, o país convivia com a escassez de alimentos e a produtividade do setor era muito baixa. O crescimento da produção agropecuária nacional coincide não apenas com o investimento estatal em pesquisas para a área, mas também com o desenvolvimento da imigração japonesa no Brasil. Este artigo buscou analisar a participação dos imigrantes japoneses na agropecuária brasileira com destaque para Minas Gerais, no final da década de 1950, usando o “Censo do imigrante japonês”. Os resultados indicam que a produção agrícola da comunidade nikkei correspondia a uma parte importante da produção nacional, em especial para alguns vegetais, algodão e ovos. Essa produção era feita especialmente em propriedades pequenas e com o uso de tecnologias pouco comuns entre os agricultores brasileiros. Em Minas Gerais, essa produção era pouco volumosa, mas diversificada, contribuindo para economia local com impacto ainda nos dias de hoje.

References

ALMEIDA, G. (2014). “A imigração Japonesa no contexto das relações de trabalho em São Paulo no começo do século XX”. ANPUH-SP: XXII Encontro Estadual de História

CENSO AGRO (2017). “Censo agropecuário de 2017” – IBGE. Acesso em 10 de Maio de 2022

CENSO (1958). “O imigrante japonês no Brasil”. University of Tokyo Press – Japan. Acesso em 23 de Outubro de 2021

CODEVASF (2018). “Jaíba”. Acesso em 10 de Maio de 2022

COMISSÃO SENADO (2015). “120 anos de relações bilaterais Brasil – Japão” – Senado Federal. Acesso em 10 de Maio de 2022

EBENRITTER, A. (2017) “Imigrantes japoneses no sul de Mato Grosso: desafios na nova terra”. XXIX Simpósio de História Nacional

EMBRAPA (2018). “Trajetória da agricultura brasileira”. Acesso em 15 de Maio de 2022

FEAMBRA (2008). “Imigração – NIPPO Brasília”. Acesso em 15 de Maio de 2022

IWAMOTO, V.; SARAT, M. (2014). “A imigração japonesa no Mato Grosso do Sul: educação, memória e civilidade” XII Encontro de Pesquisa em Educação do Centro-Oeste

KEHDY, M.; SILVA, D. (2008) “A presença japonesa em Minas Gerais – Imigração e Investimento”

KOWNER, R. (2001) “Lighter than Yellow, but not enough: Western. Discourse on the Japanese 'Race', 1854-1904”. The Historical Journal, Vol 43, N°1.

LOURENÇÃO, G. (2015) “Dos mares do Japão às Terras Brasileiras: Algumas considerações sobre o Brasil, a imigração japonesa e sua influência na agricultura”

MINAS GERAIS (1920). “Mensagem do Presidente do Estado Arthur da Silva Bernardes” - Órgão Oficial do Governo.

MONTEIRO, N. (1973) “Imigração e Colonização em Minas Gerais 1889-1930”

NAGAOKA, F. (2008) “Cem anos de história da imigração japonesa no Brasil”

OLIVEIRA E SILVA, F. (2012) “Do crisântemo ao ipê: a presença japonesa e suas formas de mediação em Uberlândia”.

PAM (2018). “Produção agrícola Municipal” – IBGE. Acesso em 15 de Maio de 2022

PIRES, M. (2000) “Programas agrícolas na ocupação do serrado”

SANTANA, L. (2015) “São Gotardo: um estudo sobre a presença nipo-descendente no cerrado mineiro”

SEDAP (2021). “Tomé-Açu mantém a liderança na produção de pimenta-do-reino no estado”. Acesso em 15 de Maio de 2022

SUZUKI, T. (1969) “The Japanese Immigrant in Brazil”. Narrative Part. University of Tokyo Press - Japan

TRENTO, A. (1989) “Do outro lado do Atlântico: um século de imigração italiana no Brasil”

TSUNECHIRO, A.; PINO, F. (2013) “Agricultores Nikkei no estado de São Paulo” - Informações Econômicas, SP, v. 43, n.1.

Published

2024-06-06

How to Cite

Cordeiro, P. H. (2024). A contribuição japonesa para a agropecuária do Brasil e de Minas Gerais na década de 1950. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7293 . https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-047

Issue

Section

Articles