Conhecimento populacional sobre alimentação de animais de companhia

Authors

  • Mary Ana Petersen Rodriguez
  • Mariany Ferreira
  • Marcos Vinicius Ramos Afonso
  • Maria Josiane Martins
  • Renato Martins Alves
  • Irisléia Pereira Soares de Sousa
  • Carlos Augusto Rodrigues Matrangolo
  • Hélida Christhine de Freitas Monteiro
  • Márcio Adriano Santos
  • Paulo César Mendes
  • Flávio Cantuária Ribeiro
  • Andressa Kelle Custódio Silva
  • Mônica Patrícia Maciel

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-052

Keywords:

cães, gatos, manejo nutricional, nutrição, qualidade de vida

Abstract

Durante o processo de domesticação, ou seja, quando a criação, cuidados e alimentação passaram a ser totalmente controlados por seres humanos, os cães e os gatos exerceram diversas funções como fonte de alimento próxima ao homem nômade, proteção contra outros animais, caça de pragas, companhia e atualmente são considerados membros efetivos da família. Objetivou-se avaliar o nível de conhecimento da população brasileira sobre alimentação de cães e gatos. Um questionário online foi respondido por 385 pessoas e as respostas foram comparadas pelo teste Qui – Quadrado a 5% de significância. Os tutores pesquisados demostraram ter preferência por cães como animais de estimação sendo estes de raça definida. A Alimentação preferencialmente ofertada é a seca, mas também lançam mão do uso de petiscos. A qualidade do alimento do alimento foi o fator e a quantidade ofertada é baseada em recomendações contidas nas embalagens das rações. Conclui-se que se faz necessário maior conscientização dos proprietários de cães e gatos sobre a importância do correto manejo alimentar dos animais domiciliados, uma vez que as informações não chegam igualmente a todas as classes socioeconômicas.

References

ABINPET. Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, 2020. Disponível em: <http://abinpet.org.br/infos_gerais/#:~:text=O%20Brasil%20tem%20a%20segunda,3%20milh%C3%B5es%20de%20outros%20animais>. Acesso em: 09/02/2022.

ABINPET. Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, 2022. Disponível em: <https://abinpet.org.br/wp-content/uploads/2022/08/abinpet_folder_dados_mercado_2022_draft3_web.pdf>.

Acesso em: 11/08/2023.

APTEKMANN, K. P.; MENDES-JUNIOR, A. F.; SUHETT, W. G.; GUBERMAN, U. C. Manejo nutricional de cães e gatos domiciliados no estado do Espírito Santo – Brasil. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária de Zootecnia, v. 65, n. 2, p. 455-459, 2013.

BORGES, F.M.O.; SALGARELLO, R.M.; GURIAN, T.M. Recentes avanços na nutrição de cães e gatos. UFPEL, 32 p., 2015.

CARCIOFI, A. C.; JEREMIAS, J. T. Progresso científico sobre nutrição de animais de companhia na primeira década do século XXI. Revista Brasileira Zootecnia, v.39, p.35- 41, 2010.

CARCIOFI, A. C.; TESHIMA, E.; BAZOLLI, R. S.; BRUNETTO, M. A.; VASCONCELLOS, R. S.; PEREIRA, G. T.; OLIVEIRA, L. D. Qualidade e digestibilidade de alimentos comerciais de diferentes segmentos de mercado para cães adultos. Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal, v.10, n.2, p.489-500, 2009.

CARCIOFI, A.C. Emprego de fibras em alimentos para cães e gatos. In: SIMPÓSIO SOBRE NUTRIÇÃO DE ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO, 5, 2005, Campinas. Anais... Campinas: CBNA, 2005, p.95- 108.

CARCIOFI, A.C. Métodos para estudo das respostas metabólicas de cães e gatos a diferentes alimentos. Revista Brasileira de Zootecnia, v.36, p.235-249, 2007.

CASE, L. P. et al. Canine and Feline Nutrition. Mosby, 2011.

CLARK, P. W., PAGE, J., FINE, M. B. Role model influence on word-of-mouth, loyalty, and switching behaviors of dog owners. Journal of Behavioral Studies in Business, v.4, p.1-4, 2011.

COURCIER, E. A. et al. An epidemiologicalstudy of environmental factors associated with canine obesity. Journal of Small Animal Practice, v.51, p.362-367, 2010

FAHEY, G.C. Research needs companion animal nutrition. In: KVAMME, J.L.; PHILLIPS, T.D. (Eds.) Pet food technology Mt. Morris: Illinois, p.135-140, 2003.

FASCETTI, A. J. Nutritional management and disease prevention in healthy dogs and cats. Revista Brasileira de Zootecnia, v.39, p.42-51, 2010.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HALFEN, P. D., OBA. P. M., DUARTE, C. N., SANTOS, J. P. F., VENDRAMINI, T. H. A., SUCUPIRA, M. C. A., CARCIOFI, A. C., BRUNETTO, B. Tutores de cães consideram a dieta caseira como adequada, mas alteram as fórmulas prescritas. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 37, p.1453-1459, 2017.

HEUBERGER, R., WAKSHLAG, J. The relationship of feeding patterns and obesity in dogs. Journal of Animal Physiology and Animal Nutrition, v.95, p.98-105, 2011.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2022. Disponivel em:< https://www.ibge.gov.br/apps/populacao/projecao/index.html> Acesso: 10/02/2022.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2023. Disponivel em:< https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv102004_informativo.pdf> Acesso: 11/08/2023.

LOPES, L. A.; LIRA, R. C.; CAMARGO, K. S.; SANTOS, E. L. Manejo nutricional de cães e gatos domiciliados no município de Maceió, Alagoas, Brasil. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP São Paulo, v. 17, n. 3, p. 36-40, 2019.

LY, L. H., PROTOPOPOVA, A. Predictors of successful diversion of cats and dogs away from animal shelter intake: Analysis of data from a self-rehoming website. Animal Welfare, v. 32, p.e13, 2023.

MAGNO, A. T., MARINHO, A. M., TAVARES, F. B. Avaliação nutricional de cães e gatos sobre influência do perfil socioeconômico de seus tutores no município de Parauapebas-PA. 55ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, 28° Congresso Brasileiro de Zootecnia, Goiânia-GO, 27 a 30 de agosto de 2018.

MARINELLI, L.; ADAMELLI, S.; NORMANDO, S.; BONO, GABRIELE. Quality of life of the pet dog: influence of ower and dog’s characteristics. Applied Animal Behaviour Science, v.108, p.143-156, 2007.

MICHEL, E.K. Unconventional diets for dogs and cats. The Veterinary Clinics of North America: Small animal practice, v.36, n.6, p.1269-1281, 2006.

MONTOYA, M.; MORRISON, J. A.; ARRIGNON, F.; SPOFFORD, N.; CHARLES, H.; HOURS, M. A.; BIOURGE, V. Life expectancy tables for dogs and cats derived from clinical data. Frontiers in Veterinary Science, v.10, p.1082102, 2023.

OGOSHI, R. C. S.; REIS, J. S.; ZANGERONIMO, M. G.; SAAD, F. M. O. B. Conceitos básicos sobre nutrição e alimentação de cães e gatos. Ciência Animal, v. 25, n. 1, p.64-75, 2015.

PANEGOSSI, M. F. C.; MARQUES, A. E.; MARQUES, M. G., NAGATA, W. B.; BRESCIANI, K. D. S. Necessidade de orientação dos tutores sobre posse responsável canina. Ars Veterinária, v.32, n.2, p.88-91, 2017.

PROTEÇÃO ANIMAL MUNDIAL. 2021. Guarda Responsável. Disponível em: Proteção Animal Mundial - Movemos o mundo pelos animais (worldanimalprotection.org.br). Acesso em: 05/08/2023.

SAAD, F. M. O. B.; SAAD, C. D. P. História evolutiva na alimentação dos cães e gatos. Lavras: UFLA/FAEPE, 2004.

SAAD, F. M. O. B.; França, J. Alimentação natural para cães e gatos. Revista Brasileira de Zootecnia, v.39, n.1, p.52-59, 2010.

SERPELL, J. A. As perspectivas históricas e culturais das interações dos seres humanos com animais de estimação. In: MCCARDLE, P.; MCUNE, S.; GRIFFIN, J.A.; ESPOSITO, L.; FREUND, L. S. Os animais em nossa vida: família, comunidade e ambientes terapêuticos. Campinas, SP: Papirus, 2011.

Published

2024-06-06

How to Cite

Rodriguez, M. A. P., Ferreira, M., Afonso, M. V. R., Martins, M. J., Alves, R. M., Sousa, I. P. S. de, Matrangolo, C. A. R., Monteiro, H. C. de F., Santos, M. A., Mendes, P. C., Ribeiro, F. C., Silva, A. K. C., & Maciel, M. P. (2024). Conhecimento populacional sobre alimentação de animais de companhia. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7296. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-052

Issue

Section

Articles