A importância da postura do gestor escolar na constituição do clima organizacional da escola

Authors

  • Elizabeth Regina Mauri Cogo
  • Danielle Ventura de Lima Pinheiro

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-073

Keywords:

gestão democrática, gestor escolar, clima organizacional, coletividade

Abstract

Este estudo teve como objetivo principal trazer uma reflexão e questionamento sobre a importância da atuação do diretor de escola na constituição do clima e da cultura organizacional no ambiente escolar, enfatizando a importância da integração, participação e as relações das pessoas no ambiente escolar. A partir de um levantamento bibliográfico foram abordados temas como gestão democrática e participativa, definição de clima, cultura, o perfil  do diretor de escolar, de modo a destacar sua influência para que o ambiente escolar possa se constituir em um espaço fértil, visando o aprimoramento das relações e do trabalho que ali acontece, o que envolve toda a equipe escolar. As discussões foram encaminhadas no sentido de compreender a relação entre a prática gestora e o clima organizacional, considerando que, de acordo com a postura adotada pelo diretor de escola, pode favorecer o envolvimento da equipe e influenciar positivamente na construção de um clima organizacional saudável. A partir do referencial estudado, Libâneo (2004), Lück (2009;2010;2017), Paro (2015) e Chiavenato (1999;2003), foi possível constatar o quanto a escola precisa de uma gestão articulada, juntamente com toda a equipe, uma vez que o estilo de gestão adotado na escola interfere e favorece a construção de um clima organizacional saudável, deixando explícito que o envolvimento das pessoas traz reflexos positivos na efetividade e desempenho da equipe, no enfrentamento dos problemas, na qualidade do trabalho e no alcance das metas da escola.

References

BRUNET, L. Clima de trabalho e eficácia da escola. In: NÓVOA, A. As organizações escolares em análise. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

CHIAVENATO, Idalberto; Introdução à Teoria Geral da Administração. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

________, Idalberto. Gestão de pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organizações. 21 reimpressão. Rio de Janeiro: Elsevier, 1999.

LIBÂNEO, José Carlos. Organização e Gestão da Escola: Teoria e Prática, 5. ed. Goiânia, Alternativa, 2004.

LUCK, Heloísa. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Editora Positivo, 2009.

______, Heloísa. Liderança em gestão escolar. 6. ed. – Petrópolis, RJ, Vozes, 2010.

______, Heloísa. Gestão da cultura e clima organizacional da escola. Petrópolis, RJ, Vozes 2017.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

MORO, Adriano. A avaliação do clima escolar no Brasil: construção, testagem e validação de questionários avaliativos. 1 ed. Curitiba: Appris, 2020.

NÓVOA, A. As organizações escolares em análise. Lisboa: Dom Quixote, 1995.

PARO, V. H. Diretor escolar: educador ou gerente? São Paulo: Cortez, 2015.

______, Vitor Henrique. Gestão Democrática da Escola Pública, 4. ed. rev. e atual. São Paulo: Cortez, 2016.

RICHARDSON, R. J. E colaboradores. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São. Paulo: Atlas, 1999.

Published

2024-06-07

How to Cite

Cogo, E. R. M., & Pinheiro, D. V. de L. (2024). A importância da postura do gestor escolar na constituição do clima organizacional da escola. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7328. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-073

Issue

Section

Articles