Políticas agropecuárias, mercado de produtos agrícolas e desenvolvimento rural

Authors

  • Djair Alves da Mata
  • Francisco Gledson da Silva
  • Marlene Pereira do Nascimento
  • Junior Viegas Soares
  • Ivana Tito Sousa
  • Josefa Vanessa dos Santos Araújo
  • Jakeline Florêncio da Silva
  • Lucy Gleide da Silva
  • Mirelly Coêlho de Souza
  • Severino Moreira da Silva
  • Paula Cintia Alexandre da Silva
  • Severino de Carvalho Neto
  • Analberto Ian de Oliveira Nascimento
  • Andreza Lima Cunha
  • Gabriela Barbosa de Freitas Monteiro

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-075

Keywords:

agricultura, extensão rural, políticas rurais, tecnologia na agricultura

Abstract

O presente estudo aborda de maneira minuciosa e compreensiva as políticas relacionadas à agricultura e pecuária, o mercado de produtos agrícolas e o desenvolvimento rural, ressaltando a intrínseca interdependência entre esses elementos e seus efeitos recíprocos. Para tanto, a metodologia adotada compreende uma revisão bibliográfica meticulosa, que se baseia em uma ampla gama de fontes acadêmicas e governamentais. A cuidadosa seleção de termos-chave e fontes de informação tem como objetivo garantir uma análise abrangente e atualizada do tema em discussão. Ao examinar várias facetas, que englobam inclusive o histórico contextual das políticas agrícolas, legislação e regulamentação, incentivos fiscais e subsídios, tecnologia e inovação, extensão rural, mercado de produtos agrícolas e desenvolvimento rural sustentável, cada subseção proporciona percepções valiosas sobre a evolução, desafios e oportunidades enfrentados pelo setor agrícola. Os desfechos oriundos desta pesquisa ressaltam a fundamental importância das políticas agrícolas no progresso das áreas rurais e na fomentação do mercado de produtos do campo. Adicionalmente, sublinham a importância significativa da extensão rural e do desenvolvimento rural sustentável como pilares essenciais para promover um crescimento econômico justo e a conservação do meio ambiente nas zonas rurais. Em suma, este estudo oferece uma visão abrangente e atualizada das estratégias agropecuárias, do mercado de produtos agrícolas e do desenvolvimento rural, apresentando insights valiosos para pesquisadores, formuladores de políticas e profissionais do setor agrícola. Os resultados destacam a importância de abordagens públicas integradas e sustentáveis para impulsionar um desenvolvimento rural justo e resistente.

References

ALMEIDA, L. A. et al. Business Models, Strategy and Innovation: necessary reflections in the digital transformation society. Research, Society and Development, v.11, n.6, p. e298116292020. 2022. DOI: 10.33448/rsd-v11i6.29220.

ALBA, E. L. et al. Visualização de dados na gestão pública: Uma abordagem com Storytelling de dados. In: ESCOLA REGIONAL DE BANCO DE DADOS (ERBD), 18., 2023, Palmas/PR. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, p.130-133, 2023.

AMBROZIO, C. M. M. Políticas públicas para o desenvolvimento rural sustentável: o caso da APA da Serra dos Pireneus em Goiás: Public policies for sustainable rural development: the case of the APA of the Serra dos Pireneus in Goiás. STUDIES IN ENVIRONMENTAL AND ANIMAL SCIENCES, v.3, n.3, p.474–497, 2022. DOI: https://doi.org/10.54020/seasv3n3-002

ANDRADE, D. C. et al. Negociações agrícolas internacionais e o agronegócio brasileiro. REVISTA DE POLÍTICA AGRÍCOLA, v.14, n.3, 2005.

ASSIS, K. C. C. et al. Tecnologias em agricultura inteligente: Eficiência e sustentabilidade. Research, Society and Development, v.13, n.4, e7013445072, 2024.

AUGUSTO, M. V. S. et al. Preservação de recursos naturais através de práticas de manejo e seus impactos na qualidade física do solo. UNICIÊNCIAS, v. 26, n. 2, p. 108–119, 2022.

BENEDETTI, A. C. A política pública e os desafios à construção da assistência técnica e extensão rural em comunidades quilombolas. Emancipação, Ponta Grossa - PR, Brasil., v. 22, n. especial, p. 1–17, 2022. DOI: 10.5212/Emancipacao.v.22.2220144.007

BREITENBACH, R.; BÜNDCHEN, A. Meio Ambiente e Agricultura: Impactos Econômicos da Adequação ao Código Florestal Brasileiro. Desenvolvimento Em Questão, v.15, n.38, p.108–130, 2017. DOI: https://doi.org/10.21527/2237-6453.2017.38.108-130

BRITO, M. R.; TAVARES, G. A IMPORTÂNCIA DA INTERVENÇÃO DO ESTADO NA ECONOMIA BRASILEIRA DURANTE A PANDEMIA DO COVID-19. Revista Ibero-Americana De Humanidades, Ciências E Educação, v.9, n.4, p.9486–9504, 2023. DOI:https://doi.org/10.51891/rease.v9i4.9769

BORSATTO, R. S. et al. Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Pnater): fim de um ciclo?. Emancipação, Ponta Grossa, v. 22, p. 1-20, e2220283, 2022.

CARVALHO, F. J. V.; MOREIRA, I. T. Produção familiar rural e práticas agrícolas sustentáveis: Estudo de caso na mesorregião do Sertão paraibano. Agropecuária Científica no Semiárido, v.12, n.2, p.132-144, 2016.

CARNEIRO, A. F. S.; OLIVEIRA, A. R. O ACESSO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS DE DESENVOLVIMENTO RURAL PELA PRODUÇÃO CAMPONESA EM GOIÁS: RESULTADOS PARA AS MRG’S DE CATALÃO E SUDOESTE DE GOIÁS. Revista De Geografia, v.35, n.3, p.154–176, 2018. DOI: https://doi.org/10.51359/2238-6211.2018.236132

CAZELLA, A. A. Por uma política de ordenamento territorial e fundiário: o possível exemplo catarinense. Agropecuária Catarinense, v.24, n.1, 2011.

CEZAR, I. M. Fundamentos de uma nova abordagem de pesquisa e extensão para facilitar o processo de tomadas de decisão do produtor rural. Campo Grande: Embrapa Gado de Corte. 48p. 2000.

CUNHA, L. N.; SOARES, W. L. Os incentivos fiscais aos agrotóxicos como política contrária à saúde e ao meio ambiente. Cad. Saúde Pública, v.36, n.10, e00225919, 2020.

CRUZ, K. M.; ROBERTO, J. C. A. Gestão ambiental e sustentabilidade: resíduos sólidos urbanos em Manaus. Contribuciones a Las Ciencias Sociales, São José dos Pinhais, v.16, n.6, p. 4455-4470, 2023.

FAVARETO, A. O Brasil e a igualdade de gênero: uma análise dos indicadores ligados ao quinto Objetivo do Desenvolvimento Sustentável. Rev. Sociologias Plurais, v. 9, n. 2, p. 58-76, 2023.

CHAVES, K. M. S. Educandos e camponeses: a dinâmica do tempo comunidade dos estudantes da Escola Família Agrícola de Porto Nacional, Tocantins. 2017. 184f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Federal do Tocantins, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Porto Nacional. 2017.

DIAS, J. L. B.; BEZERRA, J. E. Impactos da Covid-19 na produção e comercialização de alimentos em Brasília-DF: desafios para os assentados/acampados da reforma agrária. GeoTextos, v.17, n.1, 2021. DOI: https://doi.org/10.9771/geo.v17i1.44588

FERREIRA, D. N. C. et al. A utilização da caderneta agroecológica por mulheres de comunidades rurais no projeto Pró-Semiárido, Bahia. Revista de Educação Popular, Uberlândia, v.21, n.1, p. 331–345, 2022.

FEITOSA FILHO, L. A. et al. “Calculadora de Sustentabilidade” aplicado à avaliação de indicadores de desenvolvimento rural sustentável. Revista GeSec, São Paulo, SP, Brasil, v. 14, n.9, p. 15642-15658, 2023.

FERNANDES, M. N. et al. A imigração forçada de crianças: da colonização da América portuguesa no século XVI ao Estado de bem-estar social menorista do século XX. Tempo, Niterói, v.28, n.3, 2022.

FREITAS, K. M. Políticas públicas para o desenvolvimento das indicações geográficas brasileiras: um estudo de caso sobre as ações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento, ed. 3, v.3, p.80-100, 2022.

FIGUEIREDO, R. A. et al. Atividades educativas na escola rural: oficinas, jogos e dinâmicas abordando o tema "resíduos sólidos" com crianças provenientes de bairros rurais e assentamentos da região de Araras/SP. Revista Em Extensão, Uberlândia, v.11, n.1, 2012. DOI: 10.14393/REE-v11n12012-20724.

FONSECA, L. R. Agropecuária e certificação ambiental: oportunidades e desafios no Distrito Federal. 2012. 155 f. Dissertação (Programa Stricto Sensu em Planejamento e Gestão Ambiental) - Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2012.

GALVAN, W.; COSTA, Z. F. Incentivos e financiamentos para pesquisa e inovação na agricultura: estudo em fundações de pesquisas na região sul do Brasil. Cad. EBAPE.BR, v.17, n.4, 2019.

GOMES, C. E. Avaliação da política de gestão aplicada à extensão universitária na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Revista Em Extensão, Uberlândia, v.20, n.2, p. 27–55, 2022.

GODOY, C. M. T. et al. Comunicação e inclusão digital no meio rural: Utilização de aplicativo do WhatsApp como meio de comunicação e de gestão de negócios. Desenvolvimento Em Questão, v.20, n.58, e11610, 2022. DOI: https://doi.org/10.21527/2237-6453.2022.58.11610

GUARANY, C. L. Encarando a crise econômica mundial. AGROANALYSIS, v.31, n.11, 2011.

GUEDES, M. V. C.; OLIVEIRA, F. E. ATER pública e o desenvolvimento rural sustentável PNATER: caminho para sustentabilidade da agricultura familiar. Brazilian Journal of Animal and Environmental Research, Curitiba, v.7, n.1, p. 585-591, 2024.

GRIEBELER, M. P. D. et al. ANÁLISE DA POLÍTICA DE INCENTIVOS FISCAIS MUNICIPAL: O CASO DE OSÓRIO/RS: REPERCUSSÕES E PROPOSTAS. DRd – Desenvolvimento Regional em debate, v.10, p.677-702, 2020.

HENIG, E. V.; CASTRO, E. A. F. Desafios e perspectivas da cadeia de comercialização da produção agroecológica em Boa Vista/RR. Revista Eletrônica Casa De Makunaima, v.4, n.2, 27-46, 2023.

HERÉDIA, V. B. M. A imigração européia no século passado: o Programa de Colonização no Rio Grande do Sul. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, v.5, n.94, 2001.

JESUS, L. C.; PERES, W. L. R. OS IMPACTOS DA UTILIZAÇÃO DE DRONES NA AGRICULTURA. Revista Contemporânea, v.3, n.11, p.22713–22736, 2023. DOI: https://doi.org/10.56083/RCV3N11-137

KARAS, T. S. Geopolítica do crédito rural no Brasil: singularidades e universalidades do arranjo territorial da política pública de financiamento à agropecuária. 2018. 271 f. Tese (Doutorado em Geografia) – Faculdade de Ciências Humanas, Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, MS, 2018.

KASPER, L. et al. (2023). Responsabilidade social corporativa no ramo da agricultura sustentável. Navus, Florianópolis, SC, v.13, p. 01-18.

KUHN, E. A. et al. (2023). Panorama das Leis de Agricultura Urbana no Brasil: Relações com o Planejamento Urbano. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v.26.

KREMER, A. M. et al. A FORMAÇÃO DO CONHECIMENTO INTERDISCIPLINAR DO PRODUTOR RURAL: UMA ABORDAGEM EMPÍRICA SOB O PAPEL DE UMA COOPERATIVA. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v.16, n.1, 2018.

LANDAU, E. C.; MOURA, L. Configuração territorial do Brasil: divisão política, biomas, características demográficas e socioeconômicas. In: LANDAU, E. C.; SILVA, G. A. da; MOURA, L.; HIRSCH, A.; GUIMARAES, D. P. (Ed.). Dinâmica da produção agropecuária e da paisagem natural no Brasil nas últimas décadas: cenário histórico, divisão política, características demográficas, socioeconômicas e ambientais. Brasília, DF: Embrapa, 2020. v. 1, cap. 3, p. 61-92, 2020.

LALUCE, C. R. H.; MARINO FILHO, A. A teoria histórico cultural de aprendizagem como proposta para o processo de Assistência Técnica e Extensão Rural no Brasil. Scientific Electronic Archives, v.16, n.2, 2023.

LEAL, A. K. T. B. N. USO DE TECNOLOGIAS SOCIAIS DE CAPTAÇÃO DE ÁGUA DA CHUVA PARA A CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO BRASILEIRO. 2015. 125f. Dissertação (Mestrado em Gestão Ambiental), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – IFPE, Campus Recife. 2015.

LOPES, I. F.; BEUREN, I. M. Pressões Ambientais e Uso Diagnóstico e Interativo de Sistemas de Controle Gerencial: Evidências em Incubadoras de Empresas. Revista de Ciências da Administração, v.25, n.65, p.1-16, 2023.

LUNAS, D. A. L. et al. Agricultura Familiar e Desenvolvimento Territorial Rural: experiências e desafios da política pública no Sudoeste Goiano. Redes, v.22, n.3, p.113-144, 2017.

MARCHESAN, F.; OLIVEIRA, O. S. Ação afirmativa para a agricultura familiar no Curso Técnico em Agropecuária do Instituto Federal Catarinense – Campus Concórdia: origem e motivação para sua criação. Revista De Ciências Da Administração, v.1, n.2, p.37–49, 2018. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8077.2018V20nespp37

MAMEDE, L. T. PENSAR O PATRIMÔNIO CINEMATOGRÁFICO A PARTIR DAS POLÍTICAS PÚBLICAS: UMA ANÁLISE DO CASO FRANCÊS. Revista GEMInIS, v. 12, n. 2, p. 434–457, 2021. DOI: 10.53450/2179-1465.RG.2021v12i2p434-457

MACHADO, T. M. et al. A transferência de tecnologia envolvendo segredo industrial na indústria cervejeira: estudo de caso. Peer Review, v.6, n.8, p.342–359, 2024. DOI: https://doi.org/10.53660/PRW-2109-3907

MENDES, R. B.; ASSIS, R. L. Estratégias de políticas públicas para o fortalecimento da agricultura familiar: estudo de caso em Cocais, no município de Barão dos Cocais – MG. Agricultura Familiar: Pesquisa, Formação e Desenvolvimento, Belém, v.13, n.1, p. 62-82, 2019.

MENDONÇA, J. M. N. Revisitando a história da imigração e da colonização no Paraná provincial. Antíteses, v. 8, n. 16, p. 204–226, 2016. DOI: 10.5433/1984-3356.2015v8n16p204

MESQUITA, F. E. K. et al. DESAFIOS PARA CONSTITUIÇÃO DOS ORGANISMOS ESTADUAIS DE DEFESA AGROPECUÁRIA: INTERESSE NACIONAL OU DIRECIONAMENTO DA CLASSE RURAL HEGEMÔNICA?. Novos Cadernos NAEA, v.26, n.1, p.145-167, 2023.

MEDINA, G. S. Dinâmicas internacionais do agronegócio e implicações para a política agrícola brasileira. Revista de Estudos Sociais, v.19, n.38, 2017.

MIWA, M. et al. Direitos humanos e direito à saúde de moradores de assentamentos rurais do MST. INTERAÇÕES, Campo Grande, MS, v. 24, n. 2, p. 495–507, 2023.

MOREIRA, G. C.; TEXEIRA, E. C. Política pública de pesquisa agropecuária no Brasil. REVISTA DE POLÍTICA AGRÍCOLA, v.23, n.3, 2014.

NASCIMENTO, A. R. C.; COSTA, S. R. R. Um estudo sobre a utilização de políticas públicas de incentivos econômicos para o fomento da ecoeficiência na construção civil. Sistemas & Gestão, v.16, n.2, 2022. DOI:https://doi.org/10.20985/1980-5160.2021.v16n2.1624

NGUIRAZE, A. C. A compensação dos serviços ambientais às comunidades rurais: caso de 20% das taxas de exploração florestal e faunística de Moçambique. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 53, n. 2, p. 301–326, 2022.

OLIVEIRA, F. S. S. Sistema financeiro e financiamento do setor agropecuário no contexto macroeconômico brasileiro: uma análise da evolução, magnitude e distribuição do crédito rural segundo as regiões, os produtos e os produtores (2000 – 2010). 2016. 110f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal. 2016.

PERFETTI, J. J. et al. Política comercial agrícola: nivel, costos y efectos de la protección en Colombia. Bogotá: Fedesarrollo. 207 p., 2017.

PEDROSA, I. V.; CORRÊA, C. ALTERAÇÕES AMBIENTAIS EM MUNICÍPIOS DO AGRESTE PERNAMBUCANO E AÇÕES DOS GOVERNOS PARA MIMIZÁ-LAS, SEGUINDO A PERCEPÇÃO DE GESTORES MUNICIPAIS. International Journal of Environmental Resilience Research and Science, v.4, n.2, p.1–21, 2022. DOI: 10.48075/ijerrs.v4i2.28374

PINHEIRO, V. F. et al. Percepção ambiental na construção do desenvolvimento rural sustentável: uma avaliação junto a agricultores familiares da comunidade rural do Sítio Malhada. Crat, CE. DRd - Desenvolvimento Regional Em Debate, v.13, p.279–304, 2023. DOI: https://doi.org/10.24302/drd.v13.3848

POZZETTI, V. C. et al. INCENTIVOS FISCAIS ÀS EMPRESAS PRODUTORAS DE AGROTÓXICOS E O DIREITO À ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Percurso - ANAIS DO IV CONLUBRADEC, v.3, n.30, Curitiba, 2019. pp. 91 – 99, 2019.

QUIRINO, T. R.; IRIAS, L. J. M. GLOBALIZAÇÃO, AGRICULTURA E DEGRADAÇÃO AMBIENTAL NO BRASIL: PERSPECTIVAS PARA A PESQUISA E PARA POLÍTICAS AGROPECUÁRIAS. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v.15, n.1, p.93-124, 1998.

QUINTAM, P. R.; C.; ASSUNÇÃO, G. M. PERSPECTIVAS E DESAFIOS DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO FRENTE AO MERCADO INTERNACIONAL. RECIMA21 - Revista Científica Multidisciplinar, v.4, n.7, e473641, 2023. DOI: https://doi.org/10.47820/recima21.v4i7.3641

RIBEIRO, G. F. V.; CAVICHIOLI, F. A. AGRICULTURA DE PRECISÃO: uso de drones para mapeamento de áreas agrícolas. Revista Interface Tecnológica, v.19, n.2, p. 561–571, 2022.

RIBEIRO, M. A. Perspectivas de pós-desenvolvimento, transitoriedades e a governança ambiental. Revista Mosaicos Estudos em Governança, Sustentabilidade e Inovação, Curitiba, v.5, n.1, p. 6-15, 2023.

RIBEIRO, A. P. et al. O Direito Agrário e o uso das geotecnologias: análise dos impactos ambientais sob as relações do Desenvolvimento Rural Sustentável (DRS) e a sadia qualidade de vida. DELOS: Desarrollo Local Sostenible, v.17, n.54, 2024. DOI: https://doi.org/10.55905/rdelosv17.n54-013

ROCHA, L. O. S. et al. EXPLORAÇÃO DO USO EFICIENTE DE RECURSOS HÍDRICOS NA AGRICULTURA: INVESTIGAÇÃO DE TÉCNICAS DE IRRIGAÇÃO E TECNOLOGIAS PARA A MINIMIZAÇÃO DO DESPERDÍCIO DE ÁGUA. REVISTA FOCO, v.17, n.4, e4950, 2024.

RODRIGUES, V. D. V.; JORDÃO, L. R. TERCEIRO SETOR E AGRICULTURA: COOPERAÇÃO ENTRE O PODER PÚBLICO E A INICIATIVA PRIVADA PARA A PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL. Rev. de Direito Agrário e Agroambiental, Salvador, v. 4, n. 1, p.94 – 110, 2018.

RUPPENTHAL, M. F. A trajetória de lutas por habitação popular no Brasil e a conquista do programa nacional de habitação rural em assentamento do MST em Rio Grande do Sul. 2016. 95 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Serviço Social) - Escola de Serviço Social, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

SANTOS, R. M. D. C.; ARAGÃO, P. C. OS REFLEXOS DAS RELAÇÕES DE GÊNERO E PODER NO DIREITO DE ACESSO À TERRA DAS MULHERES RURAIS. REVISTA FOCO, v.16, n.6, e2108, 2013. DOI: https://doi.org/10.54751/revistafoco.v16n6-006

SALVAGNI, J. et al. CORPORAÇÕES MONOPOLISTAS: AS CONSEQUÊNCIAS AO BRASIL DA HEGEMONIA NA PRODUÇÃO E NO CONSUMO ALIMENTAR. Gestão e Desenvolvimento, Novo Hamburgo, v.19, n.1, 2022.

SANTOS, A. P. Selecionar, controlar e distribuir: o Instituto Nacional de Imigração e Colonização e a política imigratória brasileira (1952-1955). São Paulo: Cultura Acadêmica, 236 p., 2022.

SANTOS, G. R. POLÍTICA DE REDUÇÃO DO RISCO NA AGROPECUÁRIA NO BRASIL: UM OLHAR SOBRE O PORTE E A EVOLUÇÃO RECENTE. In: Anais do 61º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (SOBER). Anais...Piracicaba (SP) ESALQ/USP. 2023.

SANTO, S. M. et al. População e meio ambiente no umbral do século XXI na cidade de Feira de Santana (Bahia – Brasil). Scripta Nova REVISTA ELECTRÓNICA DE GEOGRAFÍA Y CIENCIAS SOCIALES, Universidad de Barcelona. v.17, n. 425, 2023.

SANTOS, E. S. et al. Economia popular e solidária e indústria têxtil: um estudo com base na Rede Justa Trama: Popular and solidarity economy and textile industry: a study based on the Rede Justa Trama. Revista Macambira, v.5, n.1, p. E051006, 2023.

SANTANA, A. C. O agronegócio na perspectiva do crescimento econômico, com inclusão social e sustentabilidade ambiental na Amazônia. Editora Conhecimento Livre, Piracanjuba-GO. 109 p., 2021.

SABONARO, D. Z.; CARMO, J. B. A TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA PARA O PRODUTOR RURAL: UM CAMINHO PARA A SUSTENTABILIDADE. Revista Gestão & Sustentabilidade Ambiental, v.9, 120-132, 2020.

SILVA, A. J.; SILVA JUNIOR, M. F. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS E AGRICULTURA FAMILIAR: INDÍCIOS DE PRÁTICAS AGRÍCOLAS SUSTENTÁVEIS NO VALE DO BANANAL - SALINAS, MINAS GERAIS. Sociedade & Natureza, Uberlândia, v.22, n.3, p.525-538, 2010.

SILVA, A. L. P. et al. As contribuições dos microrganismos na qualidade do solo na agricultura. Peer Review, v.6, n.7, p.96–106, 2024. DOI: https://doi.org/10.53660/PRW-2036-3725

SILVA PIRES, M. L. L.; SILVA, L. C. ASSOCIATIVISMO E POLÍTICAS PÚBLICAS NAS COMUNIDADES RURAIS: análise da gestão comunitária de saneamento em Pernambuco. R. Pol. Públ., São Luís, v.19, n.2, p. 435-443, 2015.

SILVA, R. K. G. et al. 12 ANOS TRANSFORMANDO TERRITÓRIOS: O IMPACTO DA ECONOMIA SOLIDÁRIA E AGROECOLOGIA NOS ASSENTAMENTOS DA REFORMA AGRÁRIA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS DOS GOYTACAZES. Revista Contemporânea, v.3, n.6, p.6204–6226, 2023. DOI:https://doi.org/10.56083/RCV3N6-079

SILVA, F. C. T. Pecuária e formação do mercado interno no Brasil-colônia. Estudos Sociedade e Agricultura, v.5, n.1, 2013.

SILVA, J. P. N. et al. Inovação Disruptiva: Uma Revisão Integrativa da Criação de Mercados e Modelos de Negócios. Rev. FSA, Teresina, v.18, n.10, p. 114-139, 2021.

SILVA, T. L.; PICCIN, M. B. CONSENSUS BUILDING IN THE FORUM OF PUBLIC POLICY COMMUNITIES OF THE VALE DO RIO PARDO RURAL TERRITORY –RS. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, Taubaté, SP, v.18, n.3, p.305-316, 2022.

SIQUEIRA, I. S. et al. AGRONEGÓCIO E AMAZÔNIA: AÇÃO PEDAGÓGICA COMO AGIR COMUNICATIVO NA LEITURA INTEGRADA DE UM MUNDO COLONIZADO. Investigações Em Ensino De Ciências, v.28, n.1, p.281–302, 2023. DOI: https://doi.org/10.22600/1518-8795.ienci2023v28n1p281

SOUZA, N. S.; PEREIRA, R. L. C. AS EXPERIÊNCIAS AGROECOLÓGICAS DE MULHERES RURAIS DO GRUPO DE TRABALHADORAS ARTESANAIS E EXTRATIVISTAS (GTAE) NO SUDESTE DO PARÁ EM UM CONTEXTO DE TRANSFORMAÇÕES SOCIOTERRITORIAIS. Revista Científica Multidisciplinar, v.4, n.8, 2023.

SOUSA, D. N. O que dizem as políticas públicas da agricultura familiar sobre inclusão produtiva? Uma análise sob a abordagem da narrativa governamental: an analysis under of the governmental narrative approach. Interações, Campo Grande, v.22, n.2, p.387–403, 2021. DOI: https://doi.org/10.20435/inter.v22i2.2606

SOUZA, D. N.; NIEDERLE, P. A. Extensão rural e políticas públicas de inclusão produtiva da agricultura familiar no Brasil: (des) conexões entre referenciais, ideias e práticas. Desenvolvimento em Debate, v.9, n.2, p.11-29, 2021.

STOFFEL, D.; QUINTAS, J. P. R. AUMENTO DA DISPONIBILIDADE E DA CONFIABILIDADE EM UM MÓDULO DESACELERADOR DE PRODUTOS. Revista Gestão Industrial. v, 10, n.1, p. 81-104, 2014.

TAGLIAPIETRA, O. M. et al. A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO LOCAL DOS AGRICULTORES FAMILIARES E DEMAIS POPULAÇÕES RURAIS PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL. Revista Gestão E Desenvolvimento, v.18, n.2, p.178–199, 2021. DOI: https://doi.org/10.25112/rgd.v18i2.2470

TERZIAN, D. S. et al. SAÚDE RURAL: OLHAR DE MULHERES DE COMUNIDADES RURAIS SOBRE O SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICO DURANTE A PANDEMIA COVID19. Braz J Infect Dis., v.26. 2022. DOI: https://doi.org/10.1016/j.bjid.2021.102072

TURETTA, A. P. D. et al. Uma proposta para estudos de planejamento da atividade agrícola em paisagens de montanha. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, XXXIV, Florianópolis. Anais... Viçosa, MG: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2013.

VAZ, G. J. et al. Inovação aberta na geração de tecnologias digitais que apoiam o agricultor. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE AGROINFORMÁTICA (SBIAGRO), 14, 2023, Natal/RN. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação. 2023. DOI: https://doi.org/10.5753/sbiagro.2023.26549

VERANO, T. C. et al. Diversidade de canais curtos de comercialização com participação de agricultores familiares: relevância de modalidades tradicionais como feiras do produtor e inovadoras como grupos de WhatsApp. ESTUDOS Sociedade e Agricultura, v.31, n.2, e2331216, 2023.

VIEIRA, L. B. C. Government intervention in agriculture: agrarian polity, taxation and tax incentives. 2010. 128 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas - Direito) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2010.

WINCKLER, S. et al. Conflitos socioambientais entre agricultura familiar orgânica e agroecológica e o agronegócio na região oeste de Santa Catarina. Acta Ambiental Catarinense, v.15, 2018.

WYNNEK, C. et al. O trabalho da Incubadora de Empreendimentos Solidários (IESOL - UEPG) com a rede de comercialização Maria Rosa do Contestado, durante o período da pandemia: uma análise da sobrecarga do trabalho da mulher. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, v.16, n.9, p.18478–18497, 2023.

Published

2024-06-07

How to Cite

Mata, D. A. da, Silva, F. G. da, Nascimento, M. P. do, Soares, J. V., Sousa, I. T., Araújo, J. V. dos S., Silva, J. F. da, Silva, L. G. da, Souza, M. C. de, Silva, S. M. da, Silva, P. C. A. da, Carvalho Neto, S. de, Nascimento, A. I. de O., Cunha, A. L., & Monteiro, G. B. de F. (2024). Políticas agropecuárias, mercado de produtos agrícolas e desenvolvimento rural. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7334. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-075

Issue

Section

Articles