Efeitos da atividade física na vida dos idosos

Authors

  • Letícia de Souza Galvão
  • Ana Elisa de Figueiredo Miranda Mundim
  • Augusto Borges Matos
  • Beatriz Figueiredo Mizuno
  • Isabella Chaves Lira Cruz
  • Karime de Almeida Borges Matos
  • Nalberto Amaral dos Santos
  • Maria Luiza Siqueira Borges
  • Pedro Henrique França Grupioni
  • Elias Hanna

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-079

Keywords:

atividade física, idoso, sarcopenia, saúde

Abstract

Existem alterações comuns que ocorrem com o envelhecimento, dentre elas, a musculoesquelética, a qual cursa com as mais frequentes queixas demandadas pelos idosos, exigindo alterações nos hábitos de vida, como, início de prática de atividade física. A presente pesquisa compreende os benefícios relacionados com a qualidade de vida dos idosos proporcionados pela atividade física. Trata-se de uma revisão bibliográfica, realizada no ano de 2024. Essa revisão foi desenvolvida a partir da análise de 18 artigos originais, selecionados na base de dados PubMED. Os resultados obtidos a partir da pesquisa bibliográfica apontam que a atividade física cotidiana na terceira idade se mostra benéfica pois evidencia-se melhor controle de diabetes melitus, treinos que englobam musculação e aeróbico são superiores, musculação de alta intensidade promove remissão da sarcopenia, ganho de massa muscular, melhora do equilíbrio, melhora significativa nos quadros de calcificação da aorta abdominal, dentre outros. Com isso, conclui-se que esse estudo buscou contribuir para uma exposição dos efeitos da musculação na vida dos idosos, mostrando as dificuldades enfrentadas, os benefícios associados e as alterações que surgem com essa prática.

References

ALMEIDA, B. L., et al. Qualidade de vida de idosos que praticam atividade física. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online), v. 12, p. 466–470, 2020.

BULOW, J., et al. Efeito da suplementação protéica diária durante 1 ano e do exercício físico na taxa de síntese de proteína muscular e no metaboloma muscular em dinamarqueses idosos saudáveis: um ensaio clínico randomizado. Revista Europeia de Nutrição, 2023.

CADORE, E.L., et al. Efeitos da intervenção de exercícios multicomponentes de curto prazo sobre a potência muscular em pacientes idosos hospitalizados: uma análise secundária de um ensaio clínico randomizado. Wiley Online Library, v.14, p. 29592968, 2023.

CASTANHEIRA, J.; CARVALHO, A. C.; PEREIRA, T. Efeitos ecocardiográficos da adesão a exercícios físicos em idosos: resultados da coorte AGA@4life. Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.), v. 14, n. 1, p. 31–42, 2020.

CHANG, K.V., et al. Níveis séricos aumentados de fator de necrose tumoral-α, interleucina-1β e -6 na sarcopenia: alívio por meio de exercício e intervenção nutricional. AGING- US, v.15, 2023.

CHEQUER, L.B.N., et al. INTERFERÊNCIA DA ATIVIDADE FÍSICA NA

DEPRESSÃO DA TERCEIRA IDADE: UMA BREVE REVISÃO DA LITERATURA. 1º Congeru - Congresso Online de Geriatria e Geriontologia do Unifacig, 2020.

CIVINKI, C.; MONTIBELLER, A.; OLIVEIRA, A.L. A IMPORTÂNCIA DO

EXERCÍCIO FÍSICO NO ENVELHECIMENTO. Revista da UNIFEBE, v. 1, n. 09, 2011.

COELHO, B.S., et al. Comparação da força e capacidade funcional entre idosos praticantes de musculação, hidroginástica e não praticantes de exercícios físicos. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 17, n. 3, p. 497-504, 2014.

DALLACOSTA, F.M.; OLIVEIRA, L.H.S.; FIN, G. Relationship between physical activity and disability due to pain in seniors: cross-sectional study. BrJP [online], v. 5, n. 4, pp. 365-368, 2022.

DINARDI, R. R., et al. Efeito do treinamento de força com diferentes velocidades de movimento sobre a capacidade funcional e qualidade de vida em idosos: uma revisão sistemática. Revista brasileira de ciência e movimento, v. 30, n. 1, 2022.

FONSECA, A.I.S., et al. Efeito de um programa de treinamento de força na aptidão física funcional e na composição corporal de fisiculturistas experientes. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício (RBPFEX), v. 12, n. 76, p. 556563, 2018.

GUYTON, A.C.; HALL, J.E. Tratado de Fisiologia Médica. 13. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018.

JACOBUS, T.L. Como a atividade física atua na cura da depressão na terceira idade. Revista Brasileira de Revisão de Saúde , v. 1, pág. 5152–5164, 2024.

KANE, R.L., et al. Fundamentos de Geriatria Clínica. 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2020.

KNAUER, K., et al. Efeitos do treinamento resistido de alta intensidade no tecido adiposo visceral e nas calcificações da aorta abdominal em homens idosos com osteossarcopenia - resultados do estudo FrOST. Dovepress, 2023.

KOBAYASHI, Y., et al. O treinamento de força é mais eficaz que o exercício aeróbico para melhorar o controle glicêmico e a composição corporal em pessoas com diabetes tipo 2 com peso normal: um ensaio clínico randomizado. National Library of Medicine, 2023.

KOJIMA, K.; ISHIKAWA, H.; WATANABE, S.; NOSAKA, N.; MUTOH, T. Um ensaio randomizado, duplo-cego e controlado que avalia se os triglicerídeos de cadeia média em combinação com exercícios de intensidade moderada aumentam a força muscular em adultos saudáveis de meia-idade e mais velhos. MDPI Nutrients, v. 15, 2023.

LEITE, M.L., et al. Atividade física: a importância dessa prática no envelhecimento. Revisa (Online), p. 173-182, 2023.

LIAO, X. Y., et al. Efeitos da preparação oral de oligopeptídeos e intervenção com exercícios em idosos com sarcopenia: um ensaio clínico randomizado. BMC Geriatria, n. 260, 2024.

LIZAMA-PÉREZ, R., et al. Efeito do treinamento de sentar e levantar na qualidade muscular em adultos sedentários: um ensaio clínico randomizado. MATURITAS, 2023.

MEDEIROS, R.S.; SOUZA, F.D.; OLIVEIRA, G.A. Efeitos e benefícios da musculação para o idoso. Revista Científica Multidisciplinar- Núcleo do Conhecimento, v. 9, p. 33- 41, 2019.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. 01/10 – Dia Nacional do Idoso e Dia Internacional da

Terceira Idade: “A jornada para a igualdade”. Biblioteca Virtual em Saúde – BVS. Goiânia, 2023. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/01-10-dia-nacional-do-idosoe-dia-internacional-da-terceira-idade-a-jornada-para-a-

igualdade/#:~:text=A%20Organiza%C3%A7%C3%A3o%20Mundial%20da%20Sa%C 3%BAde,anos%20nos%20pa%C3%ADses%20em%20desenvolvimento.

MONTI, E., et al. Efeitos de um treinamento físico de 2 anos na saúde do sistema neuromuscular em indivíduos idosos com baixa função muscular. Wiley Online Library, v. 14, p. 794-804, 2023.

OLIVEIRA, D. V., et al. A duração e a frequência da prática de atividade física interferem no indicativo de sarcopenia em idosos? Fisioter. Pesqui. (Online), v. 27, n. 1, p. 71–77, 2020.

OLIVEIRA, Y.C., et al. MUSCULAÇÃO PARA IDOSOS. Revista FAIPE, v. 12, n.1, 2022.

PEDRO, E. M.; AMORIM, D. B. Análise comparativa da massa e força musculare do equilíbrio entre indivíduos idosos praticantes e não praticantes de musculação. Conexões, v. 6, p. 174–183, 2008.

PINTO, M.V.M., et al. Os benefícios proporcionados aos idosos com a prática regular de musculação. EFDEPORTES Revista Digital, n. 125, 2008.

RUFINO, C.F., et al. O treinamento resistido dos músculos periféricos beneficia os parâmetros respiratórios em mulheres idosas com sarcopenia: ensaio clínico randomizado. Archives of Gerontology and Geriatrics, v.104, 2023.

RUFINO, C.F., et al. A infiltração de gordura e a hidratação muscular melhoram após treinamento resistido de alta intensidade em mulheres com sarcopenia. Um ensaio clínico randomizado. Science Direct, v.168, 2023.

SANTOS, M.L.S.; ROSA, D.J.; JUNIOR, A.G.B. EFEITOS SOBRE A

FUNCIONALIDADE DO IDOSO. Anais do EVINCI – UniBrasil, v. 6, n.1, 2020.

SEUNGCHEOL, K.; PARQUE, J.; DONGHYUN, K.; JIYU, S.; SANG, Y.L. Intervenção combinada de exercício e nutrição para mulheres idosas com sarcopenia espinhal: um estudo aberto de braço único. BMC Geriatria, v.23, n.346, 2023.

SHEORAN, S., et al. Ganhos de força após 12 semanas de treinamento de resistência correlacionam-se com marcadores neuroquímicos de saúde cerebral em idosos: um estudo de controle randomizado 1 H-MRS. GeroScience, v.45, p.1837-1855, 2023.

SONG EE; P., et al. Viabilidade e segurança do exercício durante quimioterapia em pessoas com câncer gastrointestinal: um estudo piloto. Cuidados de Suporte no Câncer, v.31, n.561, 2023.

SOUZA, L.K., et al. Comparação dos níveis de força e equilíbrio entre idosos praticantes de musculação e de hidroginástica. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v.19, n. 5, p. 647-648, 2014.

SOUZA, W.R., et al. Os benefícios da atividade física e sua aplicabilidade para o envelhecimento saudável. CIS-Conjecturas Inter Studies, v. 24, n. 1, 2024.

STELLA, F., et al. Depressão no Idoso: Diagnóstico, Tratamento e Benefícios da Atividade Física: Depression In Elderly: Diagnostic, Treatment And Physical Activity. Depressão no Idoso: Diagnóstico, Tratamento e Benefícios da Atividade Física, 2022.

VALDÉS-BADILLA, P., et al. Eficácia do treinamento com banda elástica e da dança em grupo no desempenho físico-funcional de mulheres idosas com sarcopenia: um estudo piloto. BMC Saúde Pública, n.2113, 2023.

VLIETSTRA, L., et al. Treinamento aeróbico e de resistência intervalado de alta intensidade para neutralizar a baixa massa relativa de tecidos moles magros na meiaidade: um ensaio clínico randomizado. Experimental Gerontology, v.171, 2023.

WOOCK-LEE, C., et al. O efeito da colina e do treinamento de resistência na força e na massa magra em adultos mais velhos. MDPI Nutrients, v.15, 2023.

XIAOXING, L., et al. Efeitos dose-resposta do treinamento de resistência na função física em idosos chineses frágeis: um ensaio clínico randomizado. Wiley Online Library, v.14, p. 2824-2834, 2023.

Published

2024-06-10

How to Cite

Galvão, L. de S., Mundim, A. E. de F. M., Matos, A. B., Mizuno, B. F., Cruz, I. C. L., Matos, K. de A. B., Santos, N. A. dos, Borges, M. L. S., Grupioni, P. H. F., & Hanna, E. (2024). Efeitos da atividade física na vida dos idosos. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7358. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-079

Issue

Section

Articles