Aspectos que influenciam a implementação do marketing de serviços públicos

Authors

  • Renato Emanuel Gomes da Silva
  • Silvio Augusto Minciotti
  • Regiane Maria da Silva Bianchini

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-134

Keywords:

marketing de serviços públicos, gestão pública, cidadão, governo

Abstract

O objetivo geral deste trabalho consiste em analisar os aspectos que influenciam a implementação do Marketing de Serviços Públicos. Trata-se de uma pesquisa qualitativa e exploratória, realizada na Região do Grande ABC Paulista, com a finalidade de conhecer possíveis práticas associadas ao Marketing de Serviços Públicos e esclarecer conceitos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, realizadas a partir de roteiro desenvolvido com o objetivo de analisar os aspectos que influenciam a implementação do Marketing de Serviços Públicos. As entrevistas tiveram como foco indivíduos com experiência comprovada na gestão pública. Foram identificados quinze aspectos que influenciam a implementação de Marketing de Serviços Públicos, entre os quais se destacam: a) a atividade de Marketing não ser vista como estratégica e sim como operacional; b) na área pública o Marketing não ser compreendido como um conjunto interligado de ferramentas e sim como propaganda e comunicação; c) o agente público confunde Marketing com vendas e, por isso, tem resistência a utilizá-lo e d) há dificuldade de identificar os cidadãos como clientes.

References

AMARAL, F. Introdução à Ciência de Dados: mineração de dados e big data. Rio de Janeiro: Alta Books Editora, 2016.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução: Luís Antero Reto; Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2016.

BIANCHINI, R.M.S. Comunicação de Interesse Público e Cidades Inteligentes: São Paulo no Foco da Imprensa. Dissertação. (Mestrado em Comunicação de Interesse Público). PPGCOM - Universidade Municipal de São Caetano do Sul, 2019.

BIDERMAN, C. A Ciência por Trás da Política Urbana. GV Executivo, v. 17, n.1, p. 28-32, 2018.

BLAKELY, E.J. SCHUTZ, H. HARVEY, P. Public Marketing: a suggested policy planning paradigm for community development in the city. Social Indicators Research, v. 4, n. 2, 1977.

BRESSER-PEREIRA, L. C. A reforma gerencial do Estado de 1995. Revista de Administração Pública, v. 34, n. 4, p. 7-26, 2000.

CARAPETO, C.; FONSECA, F. Administração Pública: modernização, qualidade e inovação. 2. ed. Lisboa: Sílabo, 2006.

CEZAR, L. C. Comunicação e Marketing no setor público: diferentes abordagens para a realidade brasileira. Brasília: Enap, 2019.

CHIAS, J. Marketing público: por un gobierno y una administración al servicio del público. Mcgraw-Hill Interamericana de España, 1995.

COUTINHO, M. J. V. Administração pública voltada para o cidadão: quadro teórico-conceitual. Revista do Serviço Público, v. 51, n. 3, p. 40-73, 2014.

DEMO, G.; PESSÔA, R. CRM na administração pública: desenvolvimento e validação de uma Escala de Relacionamento com o Cidadão (ERCi). Revista de Administração Pública, v. 49, n. 3, p. 677-697, 2015.

DRUCKER, P. Parcerias: fundamentos e benefícios para o terceiro sector. São Paulo: Futura, 2001.

FERREIRA, P. A. et al. Marketing público e orientação para o cidadão-consumidor: um levantamento da produção científica brasileira entre 1997 e 2008. Gestão Pública: Práticas e Desafios,-ISSN: 2177-1243, v. 3, n. 1, 2012.

FLICK, U. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2009.

FREY, K. Políticas públicas: Um debate conceitual e reflexões referentes à prática da análise de políticas públicas no Brasil. Planejamento e Políticas Públicas, n. 21, p. 212-259, 2000.

GILMORE, A. Services marketing and management. Sage, 2003.

HEIDEMANN, F. G. Do sonho do progresso às políticas de desenvolvimento. Políticas públicas e desenvolvimento: bases epistemológicas e modelos de análise. Brasília: UNB, p. 23-39, 2009.

HOPPE, R.; VAN DE GRAAF, H.; VAN DIJK, A. Implementation research and policy design: problem tractability, policy theory and feasibility testing. International Review of Administrative Sciences, v. 53, n.4, p. 581-604, 1987.

HOWLETT, M.; RAMESH, M.; PERL, A. Política pública: seus ciclos e subsistemas. Rio de Janeiro: Campus, 2013.

KOTLER, P. Marketing para organizações que não visam o lucro. São Paulo: Atlas, 1978.

KOTLER, P.; LEE, N. R. Marketing no Setor Público: um guia para o desempenho mais eficaz. Porto Alegre: Bookman, 2008.

MOIA, R. P. Marketing de cidades: variáveis para avaliar o grau de orientação para Marketing. Tese de Doutorado. Universidade Municipal de São Caetano do Sul, 2019.

MOZZICAFREDO, J. Modernização da Administração Pública e poder político. Oeiras: Celta, 2001.

PATTON, M.Q. Qualitative research and evaluation methods. 3.ed. London: Sage, 2002.

SARAIVA, L. A. S.; CAPELÃO, L. G. F. A Nova Administração Pública e o foco no Cidadão: Burocracia x Marketing? Revista de Administração Pública, vol. 34, n. 2, p. 59-77, 2000.

SECCHI, L. Modelos organizacionais e reformas da Administração Pública. Revista de Administração Pública. Rio de Janeiro, 2009.

SILVA, E. C; MINCIOTTI, S.A.; GIL, A.C. Marketing público: uma plataforma de “trocas” no setor público. In: XVII SEMEAD – Seminários em Administração – FEA-USP, Anais [...] São Paulo: 2014. Disponível em https://bit.ly/3nFGBX6. Acesso em: 22 nov. 2023.

Published

2024-06-14

How to Cite

Silva, R. E. G. da, Minciotti, S. A., & Bianchini, R. M. da S. (2024). Aspectos que influenciam a implementação do marketing de serviços públicos. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7460 . https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-134

Issue

Section

Articles