Aplicação dos princípios da saúde coletiva nas práticas clínicas: uma análise da atuação profissional

Authors

  • Ayara Almeida Souza Cabral
  • Breno da Silva Barroso
  • Antonio Anderson Araújo Azevedo
  • Eva Wilma Martins Timbó
  • Crislane Martins Timbó
  • Marcela Paulino Moreira da Silva Queiroz
  • Ana Helena Pequeno Câmara
  • Jullyana Davanyelle Oliveira Trindade
  • Miria Pontes Marinho
  • Andreza Moita Morais
  • Livia Braga de Siqueira
  • Geane Sales Bezerra

DOI:

https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-198

Keywords:

saúde coletiva, práticas clínicas, atuação profissional, política de saúde

Abstract

O debate sobre a saúde coletiva é extremamente relevante e tem sido um tópico de grande interesse e aplicação por profissionais da área da saúde. Objetiva-se realizar uma análise aprofundada e destacar a relevância da incorporação dos princípios da saúde coletiva nas práticas clínicas cotidianas e na conduta dos profissionais de saúde. Trata-se de uma revisão da literatura, por meio das bases de dados Scielo, Medline e Lilacs. Para a busca, foram empregados os descritores: “saúde coletiva”, “práticas clínicas”, “atuação profissional”, “integralidade do cuidado” e “política de saúde”, combinados com o operador booleano AND. Iniciou-se com a seleção de 198 artigos relevantes para o tema de interesse, após aplicar os critérios de inclusão e exclusão, considerando aspectos como tipo de estudo, data de publicação e integridade dos documentos, 155 artigos foram descartados. Dos 43 artigos restantes, realizou-se uma análise minuciosa dos títulos e resumos para verificar a relevância, após essa avaliação preliminar, 9 estudos foram escolhidos. Os estudos sobre saúde coletiva nas práticas clínicas são consistentes e apontam para a necessidade de integração desses princípios para uma atuação profissional eficaz e eticamente responsável. Contudo, há uma lacuna na pesquisa atual, com falta de estudos que conectem diretamente esses princípios com a prática clínica, especialmente estudos recentes de alta qualidade e metodologia rigorosa. Em suma, a aplicação dos princípios da saúde coletiva nas práticas clínicas revela uma convergência para a necessidade de uma atuação profissional que seja eficaz e eticamente responsável. A integração desses princípios é destacada como crucial.

References

ALVES, Pedro Henrique Melo et al. Reflexões sobre o cuidado integral no contexto étnico-racial: uma revisão integrativa. Ciência & Saúde Coletiva, v. 25, p. 2227-2236, 2020.

ARAÚJO, Dolores; DE MIRANDA, Maria Claudina Gomes; BRASIL, Sandra L. Formação de profissionais de saúde na perspectiva da integralidade. Revista baiana de saúde pública, v. 31, p. 20-20, 2007.

BOSI, Maria Lúcia Magalhães; PAIM, Jairnilson Silva. Graduação em Saúde Coletiva: limites e possibilidades como estratégia de formação profissional. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, p. 2029-2038, 2010.

CECCIM, Ricardo Burg; FEUERWERKER, Laura C. Macruz. Mudança na graduação das profissões de saúde sob o eixo da integralidade. Cadernos de saúde pública, v. 20, n. 5, p. 1400-1410, 2004.

CECCIM, Ricardo Burg; FEUERWERKER, Laura. O quadrilátero da formação para a área da saúde: ensino, gestão, atenção e controle social. Physis: revista de saúde coletiva, v. 14, p. 41-65, 2004.

CORBISHLEY, Angela Cristina Marques. O trabalho de enfermagem no processo de construção de um modelo assistencial em saúde coletiva. 1998.

DE MEDEIROS PEREIRA, Jose Carlos. Medicina, saúde e sociedade. Complexo Gráfico Villimpress, 2003.

DE OLIVEIRA, Eduarda Andrade et al. Atenção primária em saúde coletiva e enfermagem no contexto das ações e práticas de saúde: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, v. 12, n. 10, p. e4784-e4784, 2020.

ERCOLE, Flávia Falci; MELO, Laís Samara de; ALCOFORADO, Carla Lúcia Goulart Constant. Revisão integrativa versus revisão sistemática. Revista Mineira de Enfermagem, v. 18, n. 1, p. 9-12, 2014.

FERREIRA, Óscar Ramos et al. Aprender a usar evidência na graduação em enfermagem: um contributo para a saúde coletiva. Ciência & Saúde Coletiva, v. 27, p. 1723-1730, 2022.

IANNI, A.M.Z.; SPADACIO, C.; BARBOZA, R. et al. As Ciências Sociais e Humanas em Saúde na ABRASCO: a construção de um pensamento social em saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 30, n. 11, p. 2298-2308, 2014

IANNI, Aurea Maria Zöllner. Saúde Coletiva e historicidade do conhecimento: teoria, interdisciplinaridade e o sujeito contemporâneo. Cadernos de Saúde Pública, v. 37, p. e00227521, 2021.

KIRST, Carina; DARSIE, Camilo. Notas sobre a saúde pública, a saúde coletiva e o estabelecimento e funcionamento do Sistema Único de Saúde. Asklepion: Informação em Saúde, v. 1, n. 2, p. 91-112, 2021.

LIMA, Nísia Trindade. Pandemia e interdisciplinaridade: desafios para a saúde coletiva. Saúde em Debate, v. 46, n. spe6, p. 9-24, 2022.

MATUMOTO, Silvia; MISHIMA, Silvana Martins; PINTO, Ione Carvalho. Saúde Coletiva: um desafio para a enfermagem. Cadernos de Saúde Pública, v. 17, p. 233-241, 2001.

NUNES, Everardo Duarte. Saúde coletiva: história de uma ideia e de um conceito. Saúde e sociedade, v. 3, p. 5-21, 1994.

PAIM, Jairnilson Silva Silva; PINTO, Isabela CM. Graduação em Saúde Coletiva: conquistas e passos para além do sanitarismo. Tempus–Actas de Saúde Coletiva, v. 7, n. 3, p. ág. 13-35, 2013.

SILVA, Marcelo José de Souza; SCHRAIBER, Lilia Blima; MOTA, André. O conceito de saúde na Saúde Coletiva: contribuições a partir da crítica social e histórica da produção científica. Physis: revista de saúde coletiva, v. 29, p. e290102, 2019.

SOARES, Francisco Bruno Paz; MACEDO, João Paulo Sales. Intersecções entre psicologia da saúde e saúde coletiva: uma revisão integrativa. Revista Psicologia e Saúde, v. 12, n. 1, p. 33-47, 2020.

SOUZA, M.T.; SILVA, M.D.; CARVALHO, R. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein (São Paulo), v. 8, n. 1, p. 102-106, 2010.

WACHHOLZ, Patrick Alexander; LIMA, Silvana Andre Molina; BOAS, Paulo Jose Fortes Villas. Da prática baseada em evidências para a saúde coletiva informada por evidências: revisão narrativa. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 31, n. 2, 2018.

Published

2024-06-19

How to Cite

Cabral, A. A. S., Barroso, B. da S., Azevedo, A. A. A., Timbó, E. W. M., Timbó, C. M., Queiroz, M. P. M. da S., Câmara, A. H. P., Trindade, J. D. O., Marinho, M. P., Morais, A. M., Siqueira, L. B. de, & Bezerra, G. S. (2024). Aplicação dos princípios da saúde coletiva nas práticas clínicas: uma análise da atuação profissional. CONTRIBUCIONES A LAS CIENCIAS SOCIALES, 17(6), e7594. https://doi.org/10.55905/revconv.17n.6-198

Issue

Section

Articles